O Rei de Bombinhas

O Rei de Bombinhas

SILVIA HERRERA

15 de agosto de 2017 | 11h39

Giliard Pinheiro busca sua oitava vitória na maratona trail run Vila do Farol Indomit Bombinhas (SC), este sábado, mas para isso terá que vencer o ultramaratonista carioca Márcio Villar, que fará desses 42K em trilha, terra, asfalto e areia, um treino de luxo para sua próxima prova – correr os 820K do Caminho de Santiago de Compostel (Espanha) e se tornar o recordista mundial em ultras. #corridaparatodos  #maratona #INDOMIT #trailrun

“É uma honra ter o Márcio Villar  no nosso evento. Sua história é uma demonstração clara da veracidade da frase de Gandhi que inspirou a criação do circuito INDOMIT. ‘A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável’. Buscamos sempre trazer a esta que é a etapa aonde tudo começou pessoas que contribuíram e vem contribuindo para a evolução do trail run no país. É um momento que propiciamos a troca de experiências através de palestras, mesas redondas e tarde de autógrafos”, conta Juan Carlos Asef, diretor da prova.

Villar (foto abaixo), 50 anos, adora um perrengue, testar todos os limites. Ele foi o primeiro atleta do mundo a completar todas as provas com o selo Badwater 135 World Cup e agora deve chegar entre os primeiros neste sábado em Bombinhas. Além de correr, vale a pena conferir a palestra dele na véspera da prova, “Desafiando Limites”.

“Na palestra e nos livros, minha principal mensagem é que tudo o que fiz pode ser feito por qualquer pessoa, basta ter amor e dedicação”, diz ele, que está envolvido em  trabalhos sociais, como o Projeto Juquinha, em Paragominas (PA), que atende a 150 crianças com paralisia cerebral; o IncaVoluntário, do Instituto Nacional do Câncer, e o PróCriança Cardíaca, que a cada edição do Rei & Rainha do Mar, no Rio de Janeiro, onde corre 100K por prova, já conseguiu que 28 transplantes fossem pagos pela organizadora.

ultramaratonista Márcio Villar

Em 2002 ninguém diria que Márcio daria conta de correr nem 5k. Ele pesava 100 quilos, sedentário mal conseguia subir no ônibus e por motivos de saúde teve que tentar emagrecer. Foi o que ele fez mergulhando firme na corrida e colecionando vitórias. Em 2015, por exemplo, ele venceu o desafio de correr 827k numa esteira durante sete dias!! Eu não suporto correr em esteira, ainda mais sete dias direto, mas de 100k por dia. Haja força de vontade!

Melhores do país

Márcio é o principal rival do rei de Bombinhas – Giliard Pinheiro, 37 anos, heptacampeão da Vila do Farol INDOMIT Bombinhas e recordista da prova com 03:07 (2009). A briga vai ser boa. Pinheiro conhece cada palmo de Bombinhas, sua terra natal. Com pace 2:30, ele ia bem nas corridas de rua, mas não era o melhor e se encontrou nas trail run. ” No trail, estou entre os melhores e devo isso à INDOMIT Bombinhas, que me fez conhecer esse tipo de prova e a ser um atleta de elite, de estar entre os cinco melhores do país, ao lado de feras como Iazaldir Feitosa, Chico Santos e José Virginio de Moraes”, afirma Giliard, que concilia sua vida de corredor de alta performance com a de pintor de parede.

Pinheiro foi parar nas ultras quando trabalhava como garçom e foi atender justo Juan Carlos Asef, um argentino apaixonado por Bombinhas que promovia provas em Buenos Aires. Asef tinha o desejo de criar uma prova na cidade catarinense. Juan, sabendo que Pinheiro era corredor, fez uma consulta e foi incentivado a criar a prova que deu origem ao Circuito INDOMIT, hoje com cinco etapas, no Brasil e no exterior.

“Meu sonho hoje é estar na equipe que representará o Brasil no Mundial de Trail na Espanha no ano que vem. Para 2019, quero correr na Ultra Trail du Mont Blanc”, espera Giliard, que está entre os três primeiros melhores brasileiros no ranking da  ITRA – International Trail Running Association. “Vou atrás de mais pontos na Costa Esmeralda, em outubro, para estar na seleção brasileira no Mundial”.

Além dos 42k, solo ou em duplas. Há 12K e Corrida Kids. Também tem o Desafio INDOMIT+: – quem conseguir melhorar seu recorde pessoal nessa prova vai receber um incentivo especial – uma medalha exclusiva e um voucher de compras na loja INDOMIT. Bombinhas é um centro de mergulho e vale a pena reservar um tempo para mergulhar por lá.

5 DICAS DO REI DE BOMBINHAS

1 – Estreante: acerte o tipo de calçado, pois tem que curtir as belezas que temos aqui. Um cuidado é em relação ao ritmo da prova, pois há muita troca de terreno e altimetria. Eu acho a segunda parte da prova a mais difícil, por causa dos quatro morros entre as praias.

2 –  Recorde pessoal: aproveite para correr mais forte depois da Praia de Mariscal.

3 – Equipamentos: use mochila de hidratação, óculos, protetor solar, calça ou meias de compressão, celular e tênis de grip baixo. Mas teste tudo antes. Um ponto importante é se hidratar em todos os pontos de apoio. A umidade em Bombinhas é alta, o que pode ser uma armadilha para os corredores.

4 – Duplas: o atleta mais técnico faz o primeiro trecho e o atleta mais rápido faz a segunda parte da maratona.

5 – 12K – não são tão fáceis. Venham bem treinado pois existem trechos técnicos e o costão é um desafio à parte. Tenham sempre atenção e desfrute da prova.

 

Programação da nona edição da Vila do Farol INDOMIT Bombinhas

Quinta (17/8)

14h às 18h – Entrega de kits e Expo Trail

Sexta (18/8)

10h às 20h – Entrega de kits e Expo Trail

14h30m às 16h – Tarde de autógrafos de Márcio Villar

17h – Palestra Márcio Villar. Vagas limitadas

18h30m – Abertura do evento e Congresso Técnico

Sábado (19/8)

8h – Largadas

19h – Premiação seguida da INDOMIT Fest

Domingo (20/8)

10h – INDOMIT Kids

Confira o teaser da prova

Tudo o que sabemos sobre:

maratonatrail run

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: