Planejamento, o segredo para ir mais longe

Planejamento, o segredo para ir mais longe

SILVIA HERRERA

10 de maio de 2016 | 11h48

Confira a história da equipe de Glaucio Campos Assessoria que se debruçou durante quatro meses sobre os detalhes da Volta à Ilha, prova de revezamento de 140km, e conseguiram melhorar e migrar da categoria participação para a aberta em 2017. Se você está pensando fazer essa prova, que não tem nenhum trecho fácil e conhecida como uma “aventura de doido” aproveite as dicas de quem se deu bem.

Glaucio Campos Assessoria

Oito corredores mais o treinador e um no apoio decidiram correr a 21ª Volta à Ilha, dura prova de revezamento na capital de Santa Catarina, que rolou em 16 de abril. Tiveram o patrocínio do BullMark Financial Group. Como moram em São Paulo e teriam de alugar um carro, além da van que a organização disponibiliza, decidiram que um dos integrantes iria viajar de automóvel e o os outros de avião. Chegaram um dia antes, arrumaram toda a logística e fizeram os últimos ajustes.

No dia da prova, acordaram às 3 da madrugada, tomaram um café da manhã de rei.Foram às 4h15 para a largada e o primeiro largou 30 minutos depois. “O dia estava perfeito, um sol lindo”, conta Gláucio. O carro levava o próximo para o local da troca do revezamento e a van resgatava quem completava.

Glaucio ficou com dois trechos bem cascas. Um deles era o de 8km em vários tipos de terrenos e o outro de 5km beira-mar “Larguei às 11h, corri 600m na praia, depois 1km na cidade, mais 1km de trilha fechada na mata, aí entrei numa lagoa, com água pelo peito. Entrei com tudo, de tênis e tudo. Saindo de lá peguei uma subida de duna, 800 metros de areia. Como estava com a roupa pesada a sensação era que eu pesava uma tonelada”, lembra. O percurso seguiu por um Pinheiral, com solo de areia. Na sequência trilha de terra sem nenhuma sombra, no sol implacável das 11h30. “Completei o trajeto em 43 minutos. É um dos trechos mais bonitos dessa corrida. É muito técnico mas vale muito à pena!”

O outro trecho foi o terceiro, corrida de 5km beira-mar, faz uma travessia de barco 300m e corre mais do outro lado.   Campos é personal trainer há 15 anos e começou a correr em 2008. Em 2013, montou a assessoria com o objetivo de orientar e planejar treinos de corrida para atletas iniciantes até os de alto rendimento.

votaailha2014

A Volta à Ilha exige preparo, tem horário de corte e não dá para cristalizar na hora. E um da equipe tem que ficar na operação, dando o apoio no carro.  A equipe fez em 13:27 e conseguiu se classificar para a categoria competitiva. Parabéns a Gláucio Campos e sua equipe: Debora Rampazo, Patrícia Nicacio, Sergio Toledo, Sergio Vargas, Felipe Oliveira (carro de apoio), Thaina Grandinertti, David Artiles e Maiara Sanchez. Participaram 4 mil corredores de 14 estados, divididos em 400 equipes. Parabéns também ao  BullMark Financial Group por incentivar uma ação tão bacana como esta.

voltaa ilha

Se animou para correr a 22ª?? Confira abaixo como são os 17 trechos, mas onde está escrito “fácil” não quer dizer simples, apenas que é menos difícil que os outros trechos. Idealizada no ano de 1996 pela Eco Floripa, a Volta à Ilha se caracteriza por ser uma prova de revezamento que desafia as equipes a dar uma volta completa em Florianópolis. #EcoFloripa #Running #CorridaParaTodos

 

17 trechos do Revezamento Volta à Ilha:

1 – Largada – Avenida Beira-Mar Norte – 10,1km – Fácil
2 – Rodovia SC-401 (Decathlon) – 9,8km – Difícil
3 – Santo Antônio de Lisboa (Praça) – 8km – Moderado
4 – Praia da Daniela – 5,1km – Moderado
5 – Jurerê Antigo (fim da praia) – 5,3km – Moderado
6 – Cachoeira do Bom Jesus (Rua Otácilio Costa Neto) – 10,4km – Muito, muito difícil
7 – Praia Brava (Rua Ari Kardec B. Melo) – 5,2km – Difícil
8 – Praia dos Ingleses (praia, final da R. Dante de Patta) – 4,7km – Fácil
9 – Praia do Santinho (Posto Guarda-Vidas) – 8,4km – Muito difícil
10 – Praia do Moçambique – 5,7km – Muito difícil
11 – Barra da Lagoa (cidade da Barra) – 8,1km – Muito difícil
12 – Praia da Joaquina (Posto Guarda-Vidas) – 7,7km – Muito difícil
13 – Praia do Campeche (Posto Guarda-Vidas) – 4,9km – Muito difícil
14 – Praia da Armação (perto da Lagoa do Peri) – 9,3km – Difícil
15 – Praia dos Açores (Morro do Sertão) – 16,7km – O mais difícil
16 – Tapera (Fazenda da Ressacada) – 15,2km – Difícil
17 – Via Expressa Sul (Terminal de Ônibus Saco dos Limões) – 6,2km – Fácil
Chegada – Avenida Beira-Mar Norte

Veja abaixo o vídeo oficial da EcoFloripa de 2010:

UA-82199673-1

Tudo o que sabemos sobre:

corrida de revezamentoVolta à Ilha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.