Prova no melhor acelerador de partículas do mundo encanta os corredores

Prova no melhor acelerador de partículas do mundo encanta os corredores

Dois mil corredores e caminhantes estiveram presentes no Sirius, em Campinas

SILVIA HERRERA

05 de setembro de 2019 | 11h53

Com inscrições esgotadas, duas mil pessoas participaram de uma corrida e caminhada histórica em Campinas, interior de São Paulo, nas instalações do Sirius, que será o melhor acelerador de partículas do mundo, quando começar a operar. Foram 5 e 10 quilômetros de corrida, além de 5 quilômetros de caminhada em terreno que mesclou asfalto, terra batida e um piso especial de concreto construído exclusivamente para as instalações do acelerador. Essa etapa do Circuito Correr e Caminhar, que é gratuito, rolou no domingo, 1º de setembro. #corridaderua #BlogCorridaParaTodos

Participantes correm dentro do acelerador. Foto: Matheus Assis / TrailTV.

Foi  uma oportunidade única correr nesse local tão inusitado, o que encantou a maioria dos participantes.”Foi emocionante correr dentro de um acelerador de partículas, gostei muito mesmo da experiência. Além disso, o percurso foi sensacional, foram 10K sem ser duas voltas de 5K, o que é bem bacana. Estava receosa que o piso fosse escorregadio, mas não era. A organização está de parabéns”, conta Raquel Sales Vieira, moradora de Campinas. A corredora amadora Cecília Lima acrescentou que essa corrida foi única, reuniu numa única prova o incentivo à ciência e à atividade física. “Foi uma oportunidade incrível para todos os corredores de Campinas e Região, e a organização foi excelente”, afirmou.

Ainda em construção, quando estiver totalmente operacional, o Sirius vai acelerar os elétrons, que emitirão um feixe de luz capaz de explorar diversas substâncias em nível subatômico. O laboratório será o mais avançado do tipo em todo o mundo e realizará importantes pesquisas em diversas áreas, como energia, saúde e meio ambiente. A assessora de imprensa do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, Luciana Noronha, explica que acelerador do Sirius é o núcleo de uma fonte de luz síncrotron. “Quando o Sirius for inaugurado (pois ainda não está em funcionamento) ele deverá ser o acelerador de elétrons do tipo síncrotron mais avançado do mundo; e deverá ser a fonte de luz síncrotron mais brilhante em todo o mundo”, observa Luciana.

O Sirius foi planejado para colocar o Brasil na liderança mundial de produção de luz síncrotron e projetada para ter o maior brilho dentre todos os equipamentos na sua classe de energia. Com o atual política de contingenciamento de verbas, o inicio do funcionamento foi adiado para daqui a 2 anos.

O evento reuniu duas mil pessoas, entre corredores e caminhantes. Foto: Matheus Assis / TrailTV.

Segundo Sérgio Marques, engenheiro do Sirius e um dos responsáveis por viabilizar a corrida nas instalações do acelerador, foi surpreendente ver tanta gente correndo no local. “Valeu muito a pena todo o esforço e dedicação e eu só ouvi elogios dos corredores”. Ele conta ainda que o formato do evento desse ano não deve se repetir em edições futuras. “O espaço onde os corredores passaram, dentro das instalações, aos poucos será utilizado por estações de pesquisa”.

O Sirius é o maior acelerador de partículas do mundo. Foto: João Gelo/ TrailTV.

A chuva, que atingiu Campinas desde as primeiras horas do dia, não desanimou os participantes, que chegaram ao local a partir das 7h. Às 7h30 houve aquecimento e alongamento promovidos por uma professora de educação física  e às 8h a largada foi autorizada.

CAMPEÕES

A vitória nos 5 km ficou com Fabricio dos Santos com o tempo de 17min31, seguido por Tiago Alvea com 17min35 e Uilson Carvalho com 17min55. No feminino, Monica de Carvalho não deu chance para as adversárias e cruzou em primeiro com 20min12, seguida por Larissa Gonçalves dos Santos (21min51) e Valdenice Matos (22min13).
Já nos 10 km, a vitória ficou com Thiago Andia com 35min03, seguido por Valdemilson Miranda com 38min11 e Jefferson Tineo com 40min12. No feminino, Paula Yshikawa  cruzou em primeiro com 45min44, seguida por Liliane Marques (47min13) e Felícia Alexandra Soares (47min54).

“Foi um percurso muito gostoso de correr, em um lugar muito bonito. Foi muito legal passar por dentro do Sirius, amei”, relata Monika, que assumiu a liderança logo no começo da prova. “Eu disparei mesmo”, completa a corredora que veio de Cajamar.

Quem também considera um sucesso o evento é Yoshiya Suwa, presidente da Rede Acesso, entidade responsável pela organização do evento. “Como organizadores, sempre pensamos em oferecer a melhor experiência possível para os corredores. Quem acordou cedo e veio correr no maior acelerador de partículas do mundo, certamente viveu algo único. A nossa missão é levar cada vez mais esporte e saúde para as pessoas”.

As inscrições para o evento foram gratuitas graças à Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), instrumento que permite a empresas destinarem parte dos impostos devidos em patrocínios a eventos esportivos. Para a etapa Campinas do Circuito Correr e Caminhar, o patrocínio foi da Avery Dennison, Magazine Luiza e apoio da Tetra Pak.

Os resultados oficiais e as fotos estarão disponíveis em breve no site do evento, o correrecaminhar.com.br. A próxima etapa do Circuito acontece no dia 20/10 em Lajeado (RS) e as inscrições abrirão a partir do dia 24/9.

Grupo de corredores do Centro Nacional de Pesquisas em Energias e Materiais (CNPEM), onde se localiza o Sirius, também participou do evento. Foto: Matheus Assis / TrailTV.

 

Tudo o que sabemos sobre:

corrida de ruaCircuito Correr e Caminhar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.