Você é um corredor rápido? Inscreva-se no Speed Runners

Você é um corredor rápido? Inscreva-se no Speed Runners

SILVIA HERRERA

05 de junho de 2019 | 15h09

Adidas busca o corredor e a corredora de rua mais rápidos do Brasil para um desafio contra o tempo. Inscrições gratuitas até 9 de junho. #desafio #adidas #speedrunners #corridaderua #BlogCorridaParaTodos

Seleção Speed Runners 2018/foto divulgação

Os vencedores terão uma experiência de atleta profissional, com suporte da assessoria esportiva MPR e da clínica de medicina esportiva, Care Club. O mais rápido e a mais rápida na seletiva, que rola dia 16 de junho no Campo de Marte em São Paulo, vão participar de desafios em três países  – os 10K de Praga, 21K de Buenos Aires e 42K de Berlim, com todas as despesas pagas. Tentador.  Clique no link para se inscrever: www.adidas.com.br/speedrunners

A adidas faz um pré-seleção dos inscritos e os selecionados são informados por e-mail. Na seleção haverá testes de habilidades e desafio dos 3K. Os resultados darão pontos e servirão para selecionar os melhores para a última etapa do dia – o Sprint Final. O homem e mulher mais rápidos de cada distância serão os novos SPEED RUNNERS.

Na liderança, o vencedor do ano passado Cesar Augusto de Oliveira na Maratona de Berlim/arquivo pessoal

Os vencedores terão dois meses para se prepararem para as provas internacionais de Praga, Buenos Aires e Berlim, e para isso contarão com toda a preparação física de um atleta profissional adidas – planilhas e treinos com a maior assessoria esportiva do Brasil, a MPR, e total acompanhamento da clínica de medicina esportiva Care Club. Passagem e hospedagem durante as viagens serão pagas pelas três listras.

No ano passado, o corredor amador Cesar Augusto de Oliveira, de 39 anos, foi um dos Speed Runners, e mandou muito bem no desafio. Ele é treinador de corrida e sócio da assessoria esportiva MPR. Quem treina na USP e nesta assessoria conhece o fera de perto.  Confira abaixo nossa entrevista com ele.

Cesar Augusto de Oliveira na Maratona de Berlim 2018/arquivo pessoal

Como a corrida entrou na sua vida?

Cesar Augusto de Oliveira – Bom, eu acho que corrida é um ato natural do ser humano, desde criança a gente corre brincando. Mas a corrida entrou quando eu tinha 16 anos de maneira mais séria, eu tinha uma galera na rua que queria mudar de atividade, alguns dos meninos começaram a correr numa praça perto da casa dos meus pais, e acabei pegando gosto. Não corria muito, mas ia pelo prazer de estar com a galera. Na faculdade eu comecei a me dedicar mais à corrida. Vim da natação, então fiz essa transição com uns 18, 19 anos. Estou com 39 anos, então são 21 anos dedicados à corrida.

Qual prova participou do Speed Runners no ano passado? Achava que tinha chances?

Cesar Augusto de Oliveira – Corri a maratona de Berlim, fui desafiado para os 42km. Eu já tinha feito inúmeras maratonas, mas nunca tinha tido um objetivo de performance, sempre fiz até então com 3h15. Quando sentei pra conversar com a adidas e a MPR, chegamos à conclusão de que a prova dos 42km seria ideal pra mim. Nesta época, eu estava me preparando para prova em Londres, tive uma pequena lesão e voltei forte para o desafio de Speed Runners. Eu achava que tinha chances, meus treinos estavam muito encaixados – semanas antes, eu estava me sentindo muito bem. Fiz em 2h57’53’’. Estava muito confiante

Como foram os treinos?

Cesar Augusto de Oliveira – Eu sou treinador, mas mesmo assim, eu prefiro que alguém me treine e que eu não faça meus treinos. O Fabio Rosa, um dos sócios da MPR, montou meus treinos, que tinham como tendência quatro treinos de corrida na semana e dois treinos de fortalecimento. Pra mim era muito difícil porque minha rotina é intensa de trabalho, cuido de muitos alunos e alguns dos meus treinos longos eu fazia começando às 4h30 da manhã da sexta. Meus fins de semana eram de trabalho em provas com os alunos. Foi bem cansativo, mas valeu a pena.

O que a corrida mudou na sua vida?

Cesar Augusto de Oliveira – A corrida é uma constante de mudanças na minha vida, enxergo a vida diferente, me traz saúde, rotina, felicidade e foco. Me ensina a ter determinação, regras e a ter um foco. Eu aprendi com o projeto de Speed Runners a ter realmente a confiança que eu posso fazer melhor, a acreditar em mim e que eu posso atingir meus objetivos. O projeto mostrou a superação em pessoas com perfis diferentes, objetivos diferentes. Ele trouxe uma mudança, eu sai do comodismo que eu estava, inclusive com meu pace e tempos em prova, estava focado nos meus objetivos nada audaciosos. Esse projeto me fez sonhar com o SUB3, precisei de foco, empenho e dedicação. Acreditar, sempre.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.