Wings for Life World Run 2021 abre as inscrições

Wings for Life World Run 2021 abre as inscrições

Os primeiros 10 mil inscritos receberão uma camisa exclusiva

SILVIA HERRERA

18 de novembro de 2020 | 12h28

Corrida de rua global, sem linha de chegada fixa e que reverte todo o valor das inscrições para pesquisas em prol da cura da lesão na medula espinhal, a Wings for Life World Run estará de volta em 2021. As inscrições acabam de abrir e os corredores do mundo inteiro já podem se cadastrar para a oitava edição da prova, que acontecerá dia 9 de maio em dezenas de países ao mesmo tempo.

Wings for Life World Run será dia 9 de maio – foto: Philip Platzer

De modo especial, os primeiros 10 mil inscritos receberão uma camisa exclusiva do evento. Os cadastros podem ser feitos pelo link https://www.wingsforlifeworldrun.com/pt-br/registration/app/register/login#register .

Com conceito inovador e já realizado desde 2015, a prova no Brasil acontecerá por meio do aplicativo oficial da Wings for Life World Run, disponível aos sistemas Android e iOS. No momento da largada,  às 8h (horário de Brasília), basta escolher um local adequado à corrida, checar as recomendações de saúde para o mesmo naquele momento, correr e acompanhar o desempenho pelo app. Após 30 minutos, o Catcher Car (carro perseguidor) virtual inicia a sua trajetória. O último a ser ultrapassado pelo veículo online, que terá velocidade aumentada progressivamente em tempo real, vence. Além disso, o resultado aparecerá na lista global dos participantes.

“Temos um software que desenvolvemos continuamente há cinco anos, portanto, para nós, a corrida virtual não é um território novo. Além de rastrear ao vivo ou medir distâncias para o Catcher Car, há também funções de compartilhamento às mídias sociais e experiência de áudio projetada para informar, entreter e motivar os participantes em tempo real”, afirma Colin Jackson, um dos organizadores do evento.

Andreas Strabner, campeão da Wings no Rio 2019

Criada em 2014, a Wings for Life World Run já reuniu mais de 700 mil corredores de 195 nacionalidades, que juntos percorreram cerca de 7 milhões de quilômetros. Desde então, já foram arrecadados € 30 milhões, totalmente destinados às pesquisas em prol da cura de lesão medular.

Inclusiva, a prova é feita para cadeirantes, corredores amadores e até ultramaratonistas. Todos juntos pela causa mais importante: arrecadar fundos em prol da cura da lesão na medula espinhal. Por conta da crise sanitária global, a Wings for Life World Run seguirá os mais rígidos protocolos preventivos, seguindo as recomendações da OMS.

Tudo o que sabemos sobre:

Wings For Life World Run

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: