Faltou visão

Estadão

28 de outubro de 2011 | 00h07

Oos Jogos Mundiais Militares foram uma competição disputada por muitoso civis incorporados às fileiras militares provisoriamente, apenas para melhorar artificialmente o desempenho brasileiro no quadro de medalhas. Deu certo, caso se enxergue a questão apenas pela lógica fria dos resultados. Mas foram cometidas muitas injustiças. Atletas que são militares de verdade foram alijados do processo. É o caso de Leandro Prates Oliveira, o soldado da PM que conquistou o ouro nos 1.500m. Ele estava na lista e foi cortado. “Acho que não acreditaram em mim”, lamentou.

Alessandro Lucchetti

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.