Bicampeão, Leonardo de Deus lembra que quase perdeu medalha por causa de touca
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bicampeão, Leonardo de Deus lembra que quase perdeu medalha por causa de touca

Fato que quase lhe custou seu primeiro título dos Jogos Pan-Americanos aconteceu há quatro anos, em Guadalajara

Robson Morelli

15 de julho de 2015 | 18h41

Bicampeão dos Jogos Pan-Americanos nos 200 metros borboleta, o nadador Leonardo de Deus era só sorrisos após a conquista do ouro em Toronto, na noite de terça-feira. E aproveitou para lembrar uma passagem, digamos, pitoresca da qual foi protagonista há quatro anos, em Guadalajara. Na ocasião, Leonardo chegou a ter sua medalha de ouro no Pan cassada por exibir o nome de um patrocinador em sua touca de competição, o que é proibido.

“Todo mundo está me zoando. Até o árbitro na prova do feminino falou ‘não façam igual ao Leo de Deus’. Ele estava em Guadalajara. Aí eu falei ‘pô, você quer me quebrar me tirando aqui no meio do balizamento’”, brincou o nadador.

Touca polêmica de Leonardo de Deus no Pan de 2011, em Guadalajara

Touca polêmica de Leonardo de Deus no Pan de 2011, em Guadalajara

Em 2011, após levar o ouro, Leonardo de Deus teve a vitória retirada porque um fiscal de área apontou para o problema na touca do nadador. Leo se desesperou, chorou e tudo o mais. Mas pouco depois a medalha foi confirmada porque um fiscal da área de controle havia autorizado o uso da touca antes da prova.

“Eu tinha 20 anos, era moleque, meu primeiro Pan-Americano, não tinha tanta experiência. Agora eu vim mais focado, mais concentrado. E também, depois daquele susto, eu nunca mais vou repetir. A delegação brasileira toda fica me tirando e eu vou levar isso para o resto da vida”, disse ele. “Desta vez vou levar (a fama do) bicampeonato em vez da do garoto da touca.” 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.