As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Conselheiros do São Paulo pedem o retorno de ex-dirigente

Ciro Campos

10 Março 2015 | 15h37

Parte da cúpula do São Paulo ficou descontente com as pesadas declarações do vice-presidente de futebol de clube, Ataíde Gil Guerreiro, à torcida no domingo à noite, após a derrota no clássico para o Corinthians. O mal estar levou um grupo de conselheiros a começar a sugerir o retorno à diretoria do médico Marco Aurélio Cunha.

Na entrevista à TV Gazeta, Ataíde atacou o baixo público no estádio para o clássico. “Tenho certeza absoluta de que nem se a gente deixasse os portões abertos encheria o Morumbi”, disse. Como o Corinthians havia jogado dias antes contra o San Lorenzo, em Buenos Aires, com os portões fechados, o dirigente também ironizou. “Virou especialidade do Corinthians estádio vazio. Jogou no meio de semana em estádio vazio e agora também”.

As declarações causaram reprovação, principalmente pelo momento em que foram ditas, logo após a uma derrota para o rival. Na ocasião, a partida teve 18 mil pessoas, o menor público em 11 anos para um clássico entre as equipes no estádio do Morumbi.

O cogitado retorno de Marco Aurélio Cunha ventilado por pessoas da oposição remete à nostalgia de uma época vitoriosa do São Paulo. Como superintendente de futebol, o médico atuou entre 2005 e 2008. Ele está afastado do futebol desde 2011.

Mais conteúdo sobre:

Futebolsão paulo fc