As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na espreita

Fernando Faro

05 de janeiro de 2015 | 19h43

A indefinição do futuro de Conca faz com que o São Paulo ainda observe o jogador, embora não tenha feito nenhum novo movimento para contratá-lo.

Efetivamente, o Tricolor fez uma proposta para a Unimed: cederia o espaço das mangas da camisa em troca do pagamento por parte da cooperativa dos salários do argentino, mas a oferta foi negada porque quem paga o jogador é a Unimed Rio.

É consenso que o clube não entrará na briga com Corinthians e Flamengo para pagar salários astronômicos. Se Conca indicar que topa receber um salário “pagável” pelo clube, a história muda de figura. Ele recebe R$750 mil mensais nas Laranjeiras; a Unimed paga dois terços deste valor.

O meia ainda é o sonho de consumo de Muricy para a temporada, mas o treinador já foi avisado que por enquanto é impossível. Se os ventos mudarem, o Tricolor pode voltar à briga.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.