As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Não podemos vender o clube por Guerrero’, diz Roberto de Andrade

Vitor Marques

08 de dezembro de 2014 | 16h00

O candidato da situação à presidência do Corinthians, Roberto de Andrade, afirmou que é a favor da permanência do atacante Guerrero, mas faz uma ressalva sobre a renovação de contrato. ‘Não podemos vender o clube por causa do Guerrero’, disse ele ao blog. É uma referência aos valores exorbitantes, na visão do clube, que o atacante pede para renovar o contrato. O que colocou o jogador e a diretoria em rota de colisão é o pagamento das luvas. Segundo a diretoria, Guerrero pede 7 milhões de dólares (R$ 18 milhões) para assinar um novo contrato.  A posição do candidato é a mesma do ex-presidente Andrés Sanchez, de quem Roberto tem o apoio.

Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol, é o candidato da situação

Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol, é o candidato da situação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.