Paulo André pede na Justiça R$ 1,5 milhão de direito de arena
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Paulo André pede na Justiça R$ 1,5 milhão de direito de arena

Vitor Marques

10 de outubro de 2014 | 17h50

Na ação que move contra o Corinthians, o zagueiro Paulo André (foto) pede R$ 1.490.913,45  referentes a direitos de arena entre os anos de 2009 e 2013. O total da ação pode chegar a cerca de R$ 2,5 milhões. Isso porque o zagueiro pleiteia o reflexo dos direitos de arena no 13º salário, férias, FGTS e DSR (Descanso Semanal Remunerado). O jogador recebia R$ 200 mil por mês. De fato, ele não pede horas extras, mas sim que os domingos e a ausência de folga compensatória na mesma semana sejam remunerados em dobro.

Além disso, o jogador pleiteia R$ 200 mil em valor de multa rescisória.  Já as premiações representam apenas uma pequena parte da ação: R$ 154.794,80. Esse valor foi parcelado em dez vezes, em comum acordo entre o atleta e o clube, que alega estar em dia com esses pagamentos.

Nesta sexta-feira, o jogador e o clube divulgaram uma nota oficial sobre o caso. Paulo André deixou o clube em fevereiro e foi jogar no Shanghai Shenhua, do futebol chinês. O Corinthians foi pego de surpresa com a ação porque diz que facilitou a saída do atleta. Um exemplo é que o clube paulista não exigiu pagamento da multa rescisória, uma vez que o jogador tinha contrato em vigor.

Paulo_Andre

Tudo o que sabemos sobre:

CorinthiansPaulo André

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.