Casillas não aceita favoritismo na decisão e diz: ‘Há quatro anos era impensável estar na final’

lucianoborborema

30 de junho de 2012 | 19h32

Rádio Estadão ESPN transmite a decisão neste domigo, às 15h45

Cassilas__Juan_Medina_Reuters_materia_2.jpg
Goleiro da Espanha, Casillas. (AP)

ÁUDIO: Ouça tudo sobre a Eurocopa

Por Tiago Leme, de Kiev (UCR), para o ESPN.com.br

Apesar de os italianos terem jogado o favoritismo para o lado da Espanha na final da Eurocopa, o goleiro Iker Casillas recusou o rótulo. O capitão da Fúria fez elogios ao adversário deste domingo e disse esperar uma partida equilibrada no estádio Olímpico de Kiev.

“Agradeço as palavras da Itália, mas isso é recíproco. Eles têm uma equipe muito boa. Na houve nenhuma surpresa deles contra a Alemanha. A Itália mostrou as suas características e conseguiram a vaga na final de maneira muito boa. Em nenhum momento pensamos que somos favoritos”, afirmou o goleiro espanhol.

Casillas também comparou o sentimento de estar na final da Eurocopa deste ano com o que sentiu em 2008, quando a Espanha foi campeã do torneio e deu início a um período de domínio no futebol europeu e mundial.

“Esta final de agora é diferente. Há quatro anos, chegamos depois de muito tempo sem conseguir nada. No Mundial também teve muito nervosismo, mas conseguimos. Agora é a continuidade destes anos. Há quatro anos era impensável estar nessa final. A história já está feita, queremos defender um título que conseguimos”, disse Casillas.

Tudo o que sabemos sobre:

EspanhaeurocopaItalia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: