Paulo Bento não pensa em possível ausência de Rosicky: ‘não mudaremos a estratégia’

lucianoborborema

20 de junho de 2012 | 23h01

Rádio Estadão ESPN transmite República Tcheca x Portugal nesta quinta, às 15h45

AP_Photo_Darko_Vojinovic_EDITADO_pronto.JPG
Paulo Bento e Rosicky (Armando Franca/AP Maciej Kulczynski/EFE)

Veja também:
Acompanhe tudo sobre a Eurocopa
Ouça gols da Euro

por ESPN.com.br

República Tcheca e Portugal abrirão as quartas de final da Eurocopa na quinta-feira, às 15h45 (de Brasília), em Varsóvia, na Polônia. Principal referência no meio de campo tcheco, Tomas Rosicky sofre com um problema no tendão de Aquiles e é dúvida para o confronto. Isso, porém, não interfere na preparação portuguesa para o confronto.

“Independentemente de o Rosicky jogar ou não, temos uma estratégia definida e não abdicamos dela por causa do Rosicky. Teremos que levar em conta muitos fatores, mas não abdicaremos da estratégia que temos definida, isso é garantido”, declarou o treinador de Portugal, Paulo Bento.

O comandante ainda pediu que sua equipe, favorita no confronto, evite o “salto alto”. “Vamos tentar nos nossos 50% de chance esgotar todas as possibilidades de sermos mais fortes do que eles. Temos conseguido com humildade e capacidade de superar a adversidade. Se perdermos um por cento dessa humildade teremos muito mais dificuldades”, afirmou.

Paulo Bento também destacou o que precisa ser feito para que os portugueses avancem às semifinais da Eurocopa. “Temos que ter inteligência em todos os momentos do jogo, temos que ser fortes e agressivos. Jogar com pressa não faz sentido. Vontade, segurança, organização, talento, e isso é o mais importante para nós. Vamos tentar esconder da melhor maneira os nossos defeitos e focar nas nossas virtudes que, felizmente, também temos e são muitas”, disse o treinador.

A partida entre República Tcheca e Portugal terá transmissão da Rádio Estadão ESPN e ainda contará com o acompanhamento em tempo real no ESPN.com.br.

Tudo o que sabemos sobre:

PortugalRepublica Tcheca

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.