Torres faz dois gols, Espanha goleia, acaba com festa da Irlanda e vira líder

lucianoborborema

14 de junho de 2012 | 17h52

por Tiago Leme, de Gdansk (POL), para o ESPN.com.br

Espanha_Irlanda_630_Reuters_5.jpg
Fernando Torres foi titular, fez dois gols. (Leonhard Foeger/Reuters)

Veja também:
FOTOS: Veja galeria da partida

Acompanhe tudo sobre a Eurocopa

Ouça gols da Euro

Desta vez com um centroavante de ofício no time, a Espanha não teve dificuldades e goleou a Irlanda, por 4 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Gdansk, pela segunda rodada da Eurocopa. Fernando Torres foi titular, fez dois gols, David Silva e Fábregas marcaram os outros, e os espanhóis acabaram com a festa da maioria de irlandeses presentes no estádio em uma noite gelada no norte da Polônia.

Com o resultado positivo, a Espanha assumiu a liderança do grupo C, com quatro pontos, mesmo número da Croácia, mas com melhor saldo de gols: 4 a 2. Já a Irlanda, com duas derrotas e zero ponto, não tem mais chances de classificação. Na mesma chave, a Itália soma dois pontos.

Na última rodada da primeira fase, na próxima segunda-feira, os espanhóis duelam com os croatas, enquanto os italianos enfrentam os irlandeses. Se a Itália não golear, a Espanha joga por um empate contra a Croácia para avançar às quartas de final na primeira colocação do grupo.

Apesar de os torcedores irlandeses estarem em maior número enre os 39.150 presentes no estádio nesta quinta, foram os espanhóis que fizeram a festa no final. Torres fez o primeiro gol logo aos 4 minutos, e David Silva ampliou ainda no primeiro tempo. Depois do intervalo, novamente Torres e Fábregas completaram a goleada. O domínio da equipe atual campeã da Euro foi evidente durante os 90 minutos, com 66 % de posse de bola e 26 finalizações, contra 6 do adversário.

O jogo

Após críticas no empate com a Itália na estreia, o técnico espanhol Vicente Del Bosque mudou o esquema tático e escalou um camisa nove entre os titulares. Torres começou jogando na vaga de Fábregas, que foi sacado mesmo tendo balançado as redes na primeira partida.

E a opção pelo atacante do Chelsea não demorou a dar resultado, apesar de a Irlanda assutado em um chute de Simon Cox com 1 minuto de bola rolando, defendido pelo goleiro Casillas. Mas logo aos 4 minutos, depois de uma dividida entre David Silva e Richard Dunne, a bola sobrou para Torres, que invadiu a area, tirou a marcação e chutou para abrir o placar.

Espanha_Irlanda_630_Reuters_.jpg
(Leonhard Foeger/Reuters)

O domínio da Espanha foi grande durante todo o confronto, e as chances continuaram aparecendo no primeiro tempo. O goleiro Shay Given teve trabalho e fez boas defesas em pelo menos três lances, em chutes de Piqué, Iniesta e Arbeloa. A Irlanda tinha dificuldades de sair tocando a bola no campo de defesa e apelava para chutões à frente em direção ao experiente atacante Robbie Keane, que pouco pôde fazer.

Na segunda etapa, os irlandeses tomaram novo golpe logo no inicio. Em uma jogada de insistência dentro da área, aos 4 minutos, Given espalmou chute de Iniesta, mas Davis Silva persistiu e chutou rasteiro no canto para fazer o segundo gol da Fúria.

A Espanha seguiu controlando o jogo sem maiores problemas, na busca para aumentar o saldo de gols da equipe. Aos 24 minutos, Torres recebeu lançamento e tocou para as redes para fazer o seu segundo gol na noite, o terceiro dos espanhóis.

Então, Vicente Del Bosque, que já tinha trocado Xabi Alonso por Javi Martínez, colocou Fábregas no lugar de Torres, e o artilheiro do jogo deixou o campo bastante aplaudido pelos torcedores espanhóis. Fábregas aproveitou a oportunidade invadiu a área pela direita e chutou forte para marcar o quarto gol da Espanha, o segundo dele na Eurocopa, aos 38 minutos.

Com a vitória garantida, os espanhóis tocaram a bola e esperaram o tempo passar. Em campo, a seleção da Irlanda mostrava raça mesmo com o resultado negativo. Nas arquibancadas, a multidão verde reconhecia o esforço dos jogadores, mostrava fanatismo e cantava sem se importar com a derrota.

Já os espanhóis respondiam com “alcohol, alcohol, alcohol, hemos venido a emborracharnos, el resultado nos da igual” (Álcool, álcool, álcool, viemos tomar todas e o resultado não importa). No apito final, festa das duas torcidas juntas mais uma vez, e o vitorioso é o futebol.

Tudo o que sabemos sobre:

EspanhaEurocopa 2012Irlanda

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: