Treinador de goleiros da Alemanha descarta treinar pênaltis: ‘É impossível simular a pressão’

lucianoborborema

26 de junho de 2012 | 18h23

Alemanha_612_Reuters_materia_.jpg
Goleiro Neuer, da Alemanha, em pênalti batido pela Grécia nas quartas de final da Euro. (Reuters)

Por ESPN.com.br

Veja também:
Acompanhe tudo sobre a Eurocopa
Ouça gols da Euro

Diante da semifinal da Eurocopa contra a Itália, o treinador de goleiros da Alemanha, Andreas Kopke, disse que a equipe não irá treinar muitas cobranças de pênalti em preparação para uma possível disputa “na marca da cal” no jogo de quinta-feira, que dá vaga na final de domingo contra Espanha ou Portugal.

“É quase impossível praticar cobranças de pênalti nos treinamentos. Isso não muda muito em termos de resultados, porque você não pode simular a pressão psicológico de jogadores e goleiros”, comentou.

Depois da cobrança de Pirlo na disputa contra a Inglaterra nas quartas de final, quando o italiano converteu com uma bela “cavadinha”, Kokpe também se rendeu à classe do meia rival.

“Cobrar o pênalti daquele jeito foi muito atrevimento, especialmente com a Itália perdendo e, caso ele não fizesse, praticamente eliminada. Como goleiro, você não imagina algo como aquilo. Pirlo fez uma partida muito boa, controlou o jogo, ainda mais quando a Inglaterra mostrou estar cansada. O nosso time é jovem, mas tem também experiência, e espero que o jogo não precise ir para os pênaltis”, completou.

Tudo o que sabemos sobre:

Alemanhaeurocopa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: