Hoje eu sou o mecânico da minha moto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hoje eu sou o mecânico da minha moto

Jean Azevedo

11 de janeiro de 2015 | 20h02

Tudo bem, pessoal?
Antes de mais nada, obrigado pela torcida e apoio que vocês estão me dando através do blog do Estadão.com.br, das redes sociais e WhatsApp. É um incentivo a mais. Valeu!
Hoje completei metade da etapa Maratona, entre Iquique (Chile) e Uyuni (Bolívia). Aqui fica o famoso salar, que é um deserto de sal. Uma paisagem muito louca, lunática. Muito interessante.Para quem não sabe, a Maratona é aquela fase onde não podemos contar com apoio de nossas equipes de mecânicos. Eles ficaram em Iquique. Por isso, é muito importante fazer uma corrida com a cabeça fria para poupar equipamento. Em caso de queda, ou quebra, é a passagem de volta pra casa. A não ser que você consiga consertar a com a ajuda de outros pilotos. Cheguei bem aqui no acampamento na Bolívia.
A organização do rali é tão rigorosa com a Maratona que ela escolhe a dedo quem está autorizado a ir para a etapa. Até alguns jornalistas foram proibidos de viajar. Assessores de imprensa também ficaram de castigo em Iquique. Todo esse controle é para evitar que algum piloto receba ajuda externa, caso alguém resolva levar peças e componentes escondidos nas mochilas de equipamento fotográfico.
honda15dakarjean_viniciusbranca_10012015076483
Amanhã voltaremos para Iquique, onde posso contar com a ajuda do meu mecânico, o Geraldo.
Continuem na torcida. A segunda-feira promete!
Valeu!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.