Italianos contra um tabu na final

Estadão

28 de abril de 2010 | 18h41

Jogadores da Inter comemoram a classificação no Camp Nou - Albert Gea/Reuters

Jogadores da Inter comemoram a classificação no Camp Nou - Albert Gea/Reuters

A dúvida já não existe mais: um time pode sim parar o Barcelona. O feito é da Inter de Milão que, mesmo com a derrota por 1 a 0, se classificou à final da Liga dos Campeões – já que venceu a primeira partida por 3 a 1. Terá pela frente um embalado Bayern de Munique, que tem a seu favor o fato de alemães nunca terem perdido para italianos na final da competição.

Foram duas as oportunidades. Hamburgo e Borussia Dortmund passaram pela Juventus em 1982/83 e 1996/97, respectivamente. Retrospecto não entra em campo (os times sequer são os mesmos), mas jogadores de parte a parte se motivam com o tabu.

Pelo lado da Inter, a disciplina tática diante dos catalães é de se ressaltar. Com um a menos desde os 27 minutos do primeiro tempo, eles pararam o poderoso ataque rival. Não raro, os atacantes Samuel Eto´o e Diego Milito apareceram na defesa. Pelo Bayern, a fase do meia Arjen Robben e do atacante Ivica Olic é de impressionar. Eles equilibram o duelo.

A grande final acontece em 22 de maio, no Santiago Bernabéu, na Espanha.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.