Acabou a pré-temporada. Com Massa em 1º, como quase sempre

liviooricchio

01 de março de 2007 | 19h36

Os carros voltam à pista, agora, apenas dia 16, sexta-feira, data do primeiro treino livre da etapa de abertura do Mundial, no circuito Albert Park, em Melbourne, Austrália. Hoje, no circuito de Sakhir, em Bahrein, 8 das 11 equipes da competição encerraram uma das pré-temporadas mais movimentadas dos últimos anos. Felipe Massa e a Ferrari deram outra demonstração de força ao estabelecer o melhor tempo do treino e de todo o período de 6 dias de testes em Bahrein, 1min29s989, em 45 voltas.

Massa não escondeu seu otimismo depois de dominar a maioria dos ensaios este ano: “Demos um grande salto adiante desde o início, especialmente com a chegada do novo pacote aerodinâmico”, explicou. “Compreendemos, também, como trabalhar melhor os pneus. Estou realmente feliz e otimista.” Sobre se a Ferrari tem alguma vantagem sobre a McLaren de Fernando Alonso, provável maior adversário do time italiano, Massa não hesitou: “Com certeza.” Para o piloto brasileiro, a Ferrari inicia o campeonato alguns décimos de segundo à frente da concorrência.

O mais impressionante é que, de acordo com o site da revista Autsport, de grande reputação, Massa utilizou pneus novos, hoje, mas não estava com pouca gasolina, como nas sessões de classificação. O melhor tempo dos 5.412 metros do circuito de Sakhir é de Massa, que no dia 21 de fevereiro do ano passado registrou 1min29s958, também em testes, quando o regulamento era menos restritivo de o atual. A marca de Massa, hoje, foi apenas 31 milésimos pior que em 2006, o que atesta o avanço da Ferrari.

Desde 1994, quando Senna assinou com a Williams, o Brasil não tinha um piloto com perspectiva de poder lutar pelo título como agora com Massa na Ferrari. Tudo muito cedo, inquestionável, mas se a pré-temporada servir de referência para o que deve ocorrer ao menos nas primeiras etapas do Mundial, as possibilidades de Massa vencer na Austrália, Malásia ou Bahrein são reais.

“Você não necessita de um carro apenas consistente”, falou Massa. “Mas consistente e rápido. E aqui nós fomos consistentes e rápidos.” No total, Massa completou nada menos de 452 voltas no traçado de Sakhir, 2.446 quilômetros, ou a distância de pouco mais de 8 GPs.

No balanço final de 6 dias de ensaios, o estreante Heikki Kovalainen, da Renault, ficou em 2º, com 1min30s384 (323 voltas). Apesar da enorme perda de Alonso para a McLaren, a Renault mostra que não pode ser esquecida. Seu outro piloto, Giancarlo Fisichella, treinou apenas nos 3 últimos dias e fez 1min30s498 (252), o 4º. O bom trabalho da BMW pode ser observado no 3º tempo no geral de Nick Heidfeld, 1min30s469 (371). O modelo F1.07 é veloz, mas ainda não muito resistente.

Kimi Raikkonen, parceiro de Massa, surge apenas em 5º, com 1min30s534 (479). É visível sua dificuldade de adaptação ao modelo F2007 da Ferrari, bem como aos pneus Bridgestone, agora usados por todos. Rubens Barrichello, da Honda, ficou em 7º, com 1min31s067 (469). Seu início de temporada não deve ser dos mais fáceis.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.