Alonso e Massa na Ferrari em 2010

liviooricchio

30 de junho de 2009 | 20h08

30/VI/09

Fernando Alonso já disse, na frente de muitos jornalistas, em tom de gozação, a Carlos Miguel, responsável pela cobertura de Fórmula 1 do diário espanhol As: “Você já me colocou na Ferrari, depois na Red Bull, em seguida na BMW e na Toyota. Uma hora você acerta.”

Mas a Ferrari parece ser a preferida do As. Regularmente o tema Alonso na equipe italiana volta à tona, como ontem, quando Miguel publicou até a data do anúncio: 11 de setembro, dia do primeiro treino do GP da Itália.

O assessor de imprensa da Ferrari, Luca Colajanni, comentou: “É a enésima vez que eles colocam Alonso na Ferrari. O que é possível dizer, hoje, é que a Ferrari tem dois pilotos, Felipe Massa e Kimi Raikkonen, sob contrato até o fim de 2010.”

Mas nos bastidores da F-1 o que se comenta, e uma fonte da Ferrari confirma, é que Alonso, desde a saída de Jean Todt, tornou-se o sonho de Luca di Montezemolo e Stefano Domenicali, substituto de Todt.

Os dois estão mais do que cansados de pagar pouco mais de US$ 2 milhões (R$ 3,9 milhões) por mês para Raikkonen e o campeão do mundo de 2007 não demonstrar mais o mesmo interesse pela F- 1.

E não é de hoje. Nas dez últimas etapas do campeonato do ano passado, por exemplo, mesmo tendo perdido duas corridas quase ganhas, na Hungria e em Cingapura, Massa somou 49 pontos e ficou a um do campeão, Lewis Hamilton, da McLaren.

Já Raikkonen colecionou erros e fez 32 pontos apenas. No fim, terminou com 75 pontos, contra 97 de Massa. O piloto brasileiro, comenta-se, ganha menos da metade do finlandês.

Os italianos estudam a que se apegar juridicamente para não ter mais Raikkonen no time em 2010. Sabem que ele realizou grande trabalho na Fórmula 1, na McLaren e na Ferrari, mas seu tempo já passou. Por um motivo simples: não quer mais saber da vida de abnegação que a F-1 exige.

Fonte da Ferrari comenta que ele faz o que lhe pedem, de forma profissional, mas não tem iniciativa para nada, acaba o trabalho e vai embora, sem fazer diferença se venceu ou perdeu. “Falta commitment (algo como vestir a camisa).”

As chances, portanto, de a dupla da Ferrari em 2010 ser Alonso e Massa são boas. Seria uma das maiores atrações da próxima temporada, que deverá ter dois brasileiros estreantes, Bruno Senna e Lucas Di Grassi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: