Condições em Barcelona são bem ruins para o teste

liviooricchio

28 de fevereiro de 2013 | 08h46

28/II/13
Barcelona

Olá amigos!

Desde o início do treino, 9 horas da manhã aqui no Circuito da Catalunha, em Barcelona, 5 horas em Brasília, chove. Pouco, é verdade, mas os pilotos utilizam pneus intermediários desde a primeira saída dos boxes. A temperatura ambiente é baixa, 7 graus, enquanto a do asfalto não disponho. O pessoal da sala de imprensa não entende a importância de ao menos em um monitor termos a página com os dados das condições do teste. Pedi a eles na semana passada e farei de novo agora para tomarem ação.

Nos aproximamos do intervalo do almoço, 13 horas aqui, e Lewis Hamilton, com a Mercedes W04 tem o melhor tempo, 1min41s614. Completou 40 voltas. Para se ter uma ideia, quinta-feira da semana passada, com asfalto seco, Fernando Alonso, Ferrari F138, fez 1min21s875, ou seja, estamos 20 segundos mais lentos que no último ensaio. Massa tem o segundo tempo, 1min41s848. Luiz Razia não consta na lista dos escalados pela Marussia para treinar até domingo.

Não temos nesse instante no autódromo um cenário que permita importantes conclusões aos pilotos e engenheiros. E o que me chamou a atenção é que estamos nessa faixa de tempos quase desde o início dos trabalhos. Se nas duas séries anteriores os times já escondiam seus carros da imprensa e dos adversários, hoje a coisa tornou-se doentia.

Numa breve passagem pela área de frente aos boxes tudo o que vi foram biombos. Eles os retiram quando o piloto já está com o carro ligado, dentro dos boxes, e a primeira marcha engatada, para que a passagem do nosso lado seja a mais breve possível. A Red Bull é quem mais cuida para não expor o modelo RB9-Renault.

As pessoas com quem falei me informaram que amanhã será a mesma coisa, chuva e frio. Há uma tendência de melhora no sábado e domingo. Tomara que seja mesmo assim.

Até mais tarde. Abraços!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.