Empresário define como "fantasia" contratação de Massa pela Williams

liviooricchio

24 de outubro de 2013 | 10h15

24/X/13
Nice

Amigos, o texto a seguir e outros de F-1, produzidos pela Agência Estado, estão disponíveis também na seção Esporte-Velocidade do portal www.estadao.com.br

Alessando Aluni Bravi, empresário que trabalha com Nicolas Todt no gerenciamento da carreira de pilotos como Felipe Massa, Pastor Maldonado e Jules Bianchi, dentre outros, definiu como “uma fantasia” a notícia de que Massa assinou um contrato de cinco anos com a Williams.

Em conversa exclusiva com o Estado, Bravi disse: “Fomos surpreendidos com a informação. Felipe já manifestou que correr pela Williams em 2014 seria uma boa opção, mas ainda não há nada certo. A Williams é, por enquanto, apenas uma opção para o seu futuro.” Falou mais: “Estão sabendo mais do que nós que negociamos”.

O empresário e Nicolas contaram que jornalistas de várias nações lhes foram perguntar no paddock do circuito Buddh, onde amanhã começam os treinos livres do GP da Índia, se procedia a notícia que surgiu no Brasil. “Em primeiro lugar, quem assina hoje um contrato de cinco anos na Fórmula 1? Sebastian (Vettel) renovou por duas temporadas, Lewis (Hamilton) tem um compromisso de três anos com a Mercedes. Essa é uma informação sem procedência e que só prejudica as negociações.”

Nesta quinta-feira, ainda, Bravi disse ao Estado que Massa irá desmentir a notícia. “A Williams é apenas um dos cenários para nós. Conversamos com Lotus, Force India e Sauber também. Nem mesmo chegamos ao nível de discutir prazo do contrato e detalhes de como seria nossa relação com a equipe.”

Apesar de não abordar o tema, a contratação de Massa pela Willliams parece estar atrelada à eventual saída de Pastor Maldonado. E Bravi e Nicolas negociam com outros times, visando viabilizar a transferência, pois Maldonado não nega estar insatisfeito na Williams.

“Não creio que teremos uma solução a curtíssimo prazo. Uma vez definido que pode ser esta ou aquela equipe, entramos na segunda fase da negociação, como prazo de contrato e tudo o que certa o compromisso com uma escuderia”, afirmou ao Estado, Bravi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: