Evento relembra os 100 anos da primeira corrida de automóveis no Brasil

liviooricchio

27 de julho de 2008 | 21h47

27/VII/08
Amigos, redigi esse texto para as edições de amanhã do Estadão. Vale a pena reproduzi-lo aqui.
Abraços

Não daria, mesmo, para reproduzir com fidelidade extrema uma corrida de automóveis realizada há um século e um dia, em São Paulo. Mas o que se viu, ontem, na cidade onde dia 26 de julho de 1908 foi disputada a primeira competição de carros no País remeteu, e muito, quem participou do evento e milhares que acompanham o corso pelas ruas àquela histórica data.”Vi bastante gente emocionada”, disse Ariel de Gusmão, presidente do Automóvel Clube do Brasil (ACB), promotor da bela inicativa.

Um dos mais entusiasmados com o evento “100 Anos da Primeira Corrida da América do Sul” era o mais antigo piloto presente, Luiz Américo Margarido, de 82 anos. Diante de veícúlos como um extraordinariamente bem conservado Peugeot 1908, produzido no ano da prova em São Paulo, o senhor Margarido reviu amigos de outras épocas, muitos de idade avançada também, e, claro, sensibilizou-se.

“Compreendemos que vários personagens que fizeram a história do nosso automobilismo se reecontraram e há muito não se viam. Alguns ficaram com os olhos marejados”, descreveu Gusmão.

No total, 110 automóveis participaram da “corrida”. “Foi, na realidade, um passeio, um desfile, por parte do trajeto da competição da época”, explicou o presidente do ACB. Também saiu do Paque Antártica, mas a “bandeirada” ocorreu na Praça Charles Miller.

Em 1908, com a presença de personalidades ilustres como Alberto Santos Dumont, Washington Luis e o empresário Silvio Penteado, 16 pilotos iniciaram sua aventura no Circuito de Itapecerica, de 75 quilômetros, com largada e chegada onde hoje se encontra o Parque Antártica.

O jornal O Estado de S.Paulo deu destaque na sua edição de 27 de julho de 1908: “Da largada até o fecho do circuito uma multidão colossal estacionava pelas ruas, aplaudindo freneticamente os concorrentes à sua passagem.” Em especial o vencedor, Silvio Penteado, com um modelo Fiat de 1906, com o tempo de 1 hora, 30 minutos e 5 segundos.

Ontem havia um Fiat 509 A, de 1927, Packard 1923, a lendária Willys Interlagos 1965, dentre tantos outros. Vários pilotos da antiga foram homenageados, como meu amigo, o grande Bird Clemente. Mais: Carlos Miranda, personagem do seriado de TV que marcou época nos anos 60, O Vigilante Rodoviário, esteve com o Sinca Chambord da Polícia em grande estilo: Miranda completou ontem 75 anos.

“Agora vamos promover algo semelhante no Rio de Janeiro”, comentou Gusmão. “O ACB foi fundado lá em 1907 e no dia 19 e setembro de 1909 organizou a primeira corrida no Rio.”