Ferrari dedica especial atenção ao duplo difusor

liviooricchio

28 de janeiro de 2010 | 19h09

28/I/10
Livio Oricchio, de Nice, França

Ao não expor a traseira do modelo F10 para fotos, ontem no seu lançamento, em Maranello, os projetistas da Ferrari, Nikolas Tombazis e Aldo Costa, mostraram que o carro de Felipe Massa e Fernando Alonso recebeu atenção especial no que mais lhe faltou no ano passado: eficiência aerodinâmica do duplo difusor, a porção final do assoalho, de fundamental importância para o equilíbrio de todo o conjunto.

E a julgar também pela concepção da nova Williams FW32, que ontem realizou breve treino em Silverstone, a solução de frente longa, alta e fina, lançada pela Red Bull em 2009, deverá ser copiada pela maioria este ano.Hoje é a vez de a McLaren apresentar o MP4/25.

Brawn GP, Toyota e Williams começaram 2009 com a novidade do duplo difusor. Os demais, não. Tiveram de adaptar o projeto para o seu uso, o que é bem diferente de concebê-lo para o duplo difusor. Na Brawn GP, o recurso foi decisivo para impor enorme vantagem inicial aos concorrentes. Como Jenson Button conseguiu abrir boa margem de pontos na classificação, conquistou o campeonato.

A Ferrari mostrou, ontem, que levou o conceito do duplo difusor a extremos, ainda que a partir do ano que vem seu uso já esteja proibido. Iniciou os estudos do F10 antes da maioria, tão logo compreendeu que o carro do ano passado não iria produzir muito, ainda em junho.

Claro que segunda-feira, quando as principais equipes vão treinar em Valência, na Espanha, será possível conhecer melhor o que a escuderia italiana quis esconder ontem. O próprio Ross Brawn, diretor-técnico da Brawn GP, hoje Mercedes, dizia com regularidade, ano passado: “A margem de desenvolvimento dessa idéia é ampla e, de fato, associada a outras áreas do carro, traz vantagens significativas.”

Foi o que fez o grupo coordenado por Tombazis e Costa no F10. O mau tempo impediu de Massa realizar o chamado shakedown do monoposto, primeiro teste, em Fiorano, como fez Nico Hulkenberg com a nova Williams na Inglaterra. Mas segunda-feira as novas Ferrari, Williams, Mercedes, McLaren, Renault e Toro Rosso vão estar no circuito Ricardo Tormo, em Valência.

Estaremos lá!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: