Ferrari entre desenvolver carro atual ou já pensar em 2010

liviooricchio

18 de abril de 2009 | 07h56

18/IV/09
Livio Oricchio, de Xangai

Uma dúvida já começa a rondar a cabeça de Stefano Domenicali, diretor geral da Ferrari, e Nikolas Tombazis e Aldo Costa, responsáveis pelos projetos da escuderia: continuar investindo todo tempo e enorme soma em dinheiro para refazer o modelo F60, a fim de aproximar seu desempenho do da Brawn GP, sendo que a Brawn nesse espaço também fará seu BGP 001 avançar, ou simplesmente começar a pensar desde já no projeto de 2010?

Vale lembrar que foi essa decisão que possibilitou a Ross Brawn coordenar os estudos de seu belíssimo BGP001 com muita antecedência. Ao compreender que o monoposto da Honda do ano passado não iria evoluir muito, Ross Brawn quase abandonou seu desenvolvimento e concentrou-se, desde maio, no carro deste ano.

“É importante destacar que, a exemplo deste Mundial, as regras para 2010 serão da mesma forma bastante distintas das atuais”, diz o assessor da Ferrari, Luca Colajanni. “A proibição do reabastecimento de combustível e possivelmente o uso dos aquecedores dos pneus vai exigir nova maneira de conceber os modelos de Fórmula 1.”

O próprio Ross Brawn já adiantou que não vai demorar muito para, “apesar do nosso grupo limitado de técnicos, passar a trabalhar no modelo de 2010”. Domenicali mandou uma mensagem aos torcedores da Ferrari: “Temos de nos preparar para um ano difícil, por razões técnicas e políticas”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.