Fórmula 1 dividida entre Massa e Hamilton

liviooricchio

27 de setembro de 2008 | 13h22

27/IX/08
Livio Oricchio, de Cingapura

Felipe Massa ou Lewis Hamilton? Com elevada probabilidade, um dos dois será o campeão do mundo. Conquista inédita em suas carreiras e bom para a Fórmula 1, ávida por novos ídolos. Os dois largam hoje no GP de Cingapura, lado a lado, com Massa na pole, tendo em vista muito mais o campeonato que apenas a corrida em si. Mas o que pensam os profissionais da Fórmula 1 a respeito da luta final pelo título?

A etapa de hoje nas ruas iluminadas de Cingapura é a 15ª da temporada. Restarão, depois, as provas do Japão, da China e do Brasil. Hamilton, com McLaren, soma 78 pontos e Massa, Ferrari, 77. “Acredito que Massa será campeão”, afirma Fernando Alonso, da Renault, vencedor em 2005 e 2006. “É hoje um piloto mais constante”, argumenta o espanhol. Contra o jovem inglês pesa, ainda, a terrível experiência do ano passado, quando conseguiu o mais difícil, ou seja, perder o título. “Este ano mesmo vimos o Hamilton se desestabilizando”, lembrou Rubens Barrichello, da Honda.

“O Massa cresceu muito e dispõe de um bom carro. Apostaria nele. Aliás, torço por ele”, falou Rubinho. O escocês Jackie Stewart venceu o Mundial em 1969, 1971 e 1973. “Será apertado, mas vejo Hamilton com mais chances por ele e a McLaren serem melhores na chuva”, afirma. E o tempo parece poder exercer mesmo importância decisiva na definição do campeonato. “Por ter um carro que é eficiente na pista seca e na molhada minha opinião é de que Hamilton será campeão”, diz David Coulthard, da Red Bull, do alto de seus 242 GPs.

O promotor da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, não tem favoritos: “50% de possibilidades para cada um”. E seu braço direito, Pasquale Lattunedu, também condiciona a conquista ao clima: “Se chover dá Hamilton. Se não chover, Massa”. O piloto da Ferrari pode não ser considerado tão capaz quanto o da McLaren no molhado, mas sua ascensão técnica é reconhecida por todos. “Está em grande fase, é o meu candidato”, opinia Nelsinho Piquet, da Renault.

Além de certo descontrole de nervos de Hamilton, demonstrado ano passado nas corridas finais e até recentemente, como lembrou Rubinho, sua equipe também gera desconfiança. “Acho que o campeão será Massa. Não gostaria de dizer o porquê”, declarou o diretor-geral da Toyota, John Howett.

O polonês Robert Kubica, da BMW, terceiro no campeonato, com 64 pontos, está a 13 de Massa, 14 de Hamilton e há em jogo 40 pontos. “É o que gostaria de recordar, eu também posso ser campeão e estou aqui para isso, apesar de reconhecer não dispor de um carro tão rápido quando Hamilton e Massa”, disse o piloto da BMW. Kimi Raikkonen, companheiro de Massa, atual campeão, soma 57.

Votos para Massa: Timo Glock e Jarno Trulli, da Toyota, Mark Webber, Red Bull, Sebastien Bourdais, Toro Rosso, Giancarlo Fisichella, Force India. Os que vêem Hamilton vencedor: Heikki Kovalainen, McLaren, Nico Rosberg, Williams, Jenson Button, Honda, Adrian Sutil, Force India.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.