Massa conhecerá seu futuro até o fim do mês

liviooricchio

10 de outubro de 2013 | 23h39

10/X/13
Suzuka

A exemplo do alemão Nico Hulkenberg, da Sauber, que pediu ao diretor da Lotus, Eric Boullier, um esclarecimento ou mesmo a definição do seu futuro até o fim de outubro, Felipe Massa também acredita que até lá conhecerá sua nova equipe, ou ainda se continuará na Fórmula 1. “Será importante (prazo até o fim do mês) não só para ele como para mim ou outro piloto que esteja procurando um time para correr. É difícil dizer, mas acho que não vai demorar muito.”

Antes mesmo de saber que a Ferrari não renovaria seu contrato no fim do ano o empresário de Massa, o francês Nicolas Todt, já conversava com vários chefes de equipe visando garantir uma vaga para seu piloto na competição em 2014. “Negociamos com três deles”, afirmou Massa. São eles Lotus, Force India e Williams.

O saldo desse período entre o anúncio da contratação de Kimi Raikkonen, pela Ferrari, dia 11 de setembro, e a viagem de Massa para Suzuka, a fim de disputar o GP do Japão, o importante é que houve evolução nas negociações, comentou. “Estamos avançando, sim, sem dúvida, mas prefiro dizer quando as coisas estiverem decididas.”

Massa foi informado que Bernie Ecclestone e os responsáveis pelo GP do Brasil assinaram a extensão do contrato para o evento permanecer em São Paulo até a edição de 2020 do Mundial. “Fico feliz que a Fórmula 1 permanecerá no Brasil por muito tempo, ainda, é importante para o automobilismo brasileiro”, disse. “Gosto de Interlagos, me dou muito bem lá.” Venceu em 2006 e 2008, com Ferrari.

Mas fez ressalvas: “É fundamental mudar o paddock lá para baixo (Reta Oposta), será melhor para a segurança e as equipes terem onde colocar as coisas, tomara que o trabalho seja bem feito”.

Os 5.807 metros de Suzuka estão dentre os seus favoritos no calendário. “Essa pista é perfeita, adoro correr aqui, espero este ano obter um grande resultado, como no ano passado.” Massa largou em décimo e disputou sua melhor prova na temporada ao chegar em segundo, 20 segundos atrás do vencedor Sebastian Vettel, da Red Bull.

Esta é a décima vez que Massa vai disputar o GP do Japão. Em oito ocasiões correu em Suzuka enquanto em 2007 e 2008, no circuito de Fuji. Nessas nove participações até agora obteve duas segundas colocações, em 2006 e 2012, um sexto lugar, em 2007, e dois sétimos, em 2008 e 2011, sempre com Ferrari.

Com a diferença de 12 horas entre Suzuka e Brasília, os carros vão para a pista já nesta quinta-feira às 22 horas, 10 horas de sexta-feira no Japão. A previsão da France Meteo, oficial da Fórmula 1, prevê um primeiro dia de atividades chuvoso, enquanto sábado e domingo com tempo seco. No início da tarde, nesta quinta-feira, a temperatura chegou a 30 graus. É um calor inesperado para o começo do outono no hemisfério norte.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.