Massa dá risada sobre ser preterido na Ferrari

liviooricchio

25 de março de 2010 | 17h16

26/III/10

GP da Austrália

Livio Oricchio, de Melbourne

  A Fórmula 1 está na Austrália, a etapa de Bahrein já ocorreu há duas semanas, mas os acontecimentos no circuito de Sakhir ainda reverberam no paddock. Por exemplo: há quem acredite que Felipe Massa obedeceu ordens da Ferrari para não criar um situação potencialmente perigosa quando o companheiro de equipe, Fernando Alonso, o ultrapassou, ainda na largada, e depois, na metade da corrida, ao espontaneamente passar a ser bem mais lento. “A gente ouve cada coisa, principalmente na internet, que não tem nada a ver com a realidade”, afirmou Massa.

  Sebastian Vettel, da Red Bull, largou na pole position e contornou a primeira curva em primeiro. Massa, segundo no grid, perdeu a colocação para Alonso, terceiro na classificação, na segunda curva. Massa também explicou que não freou antes do previsto, como se chegou a pensar, por ser a primeira freada com o tanque cheio. “Freei no ponto certo. O problema foi que me preocupei com o Lewis Hamilton (McLaren) e desloquei meu carro um pouco para a direita, a fim de lhe fechar a porta.”

  Com isso, disse o piloto, Alonso viu-se numa condição favorável para tentar a manobra. “Freamos juntos, mas ele conseguiu acelerar antes por estar melhor posicionado na curva 1. Assim, na curva 2, ele já estava do meu lado, por dentro, e ganhou a posição.” Massa parecia resignado com o ocorrido.

  Respondeu, ainda, por que perdeu desempenho. Chegou a ficar a menos de um segundo de Alonso, depois do primeiro pit stop, quando, de repente, seu ritmo caiu, permitindo ao asturiano abrir boa vantagem. “Não tem nada a ver com obedecer ordem da equipe”, explicou Massa. “Eu tinha um problema com a temperatura mais alta. Me orientaram para carburar o motor (passou a trabalhar com uma mistura ar/combustível mais rica), a fim de reduzir a temperatura. Conseguimos, mas meu consumo aumentou.”

  Para poder receber a bandeirada sem o risco de pane seca, Massa passou a administrar a prova. “Tirei o pé, fiquei mais lento. Com o problema e tendo um adversário mais rápido, a Red Bull, o segundo lugar ficou até além das expectativas”, disse Massa. Alonso venceu. Deu tantos detalhes do que aconteceu no domingo, em Bahrein, que Massa pareceu mesmo desejar interromper os comentários de ser preterido na Ferrari. “Isso não existe.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.