Minha aposta para o GP da Austrália. Faça a sua!

liviooricchio

23 de março de 2009 | 15h32

23/III/09

Amigos, escrevo aqui do aeroporto de Frankfurt, a caminho de Cingapura e de lá para Melbourne.Já foram 12 horas de viagem, e outras boas de espera. Restam 13 de vôo até Cingapura, quatro de conexão e outras oito de vôo até Melbourne.

O texto a seguir é o original da minha coluna, hoje, para o JT. Aguardo o seu palpite. Distribua as mesmas 16 fichas, como eu, nos seus candidatos.

O texto:
Existe algo melhor para uma disputa esportiva do que vários candidatos se apresentarem com possibilidades de vencer a competição? Pois é esse o panorama da etapa de abertura do Mundial, domingo, em Melbourne.

O que eu espero da corrida no circuito Albert Park? Vamos lá:

A partir dos resultados da pré-temporada, e não uma bola de cristal, levando em conta não apenas os melhores tempos registrados, penso que como a maioria vejo quatro equipes com maiores chances de ganhar a corrida: Brawn GP, Ferrari, Toyota e BMW. Claro, sempre pode haver alguma surpresa, como a McLaren de repente aparecer lá na frente, ou Renault e Red Bull, mas acredito ser menos provável.

A Brawn GP demostrou velocidade e resistência, apesar de sua juventude, fruto de um carro equilibrado, estável, homogêneo, capaz de submeter os seus vários sistemas a esforços que não ultrapassem os previstos em projeto, daí seus bons pilotos, Rubinho e Jenson Button, completarem simulações de corrida sem maiores dificuldades. É a minha favorita para vencer na Austrália. Se tivesse, digamos, 16 fichas para apostar no vencedor eu colocaria 5 na Brawn GP.

A Ferrari fez outro carro eficiente: veloz, constante, confiável. Me preocupa um pouco o fato de começar o Mundial utilizando o Kers, sistema de recuperação de energia, o que pode reduzir sua resistência. De qualquer forma, indica estar quase na mesma condição da Brawn. Apostaria 4 fichas na Ferrari.

Jarno Trulli e Timo Glock completaram mais de dez mil quilômetros juntos e quase sempre num ritmo bem acima da Toyota de 2008, com marcas próximas das de Massa, Raikkonen e até na frente da BMW. Colocaria 3 fichas na Toyota.

Confesso esperar mais da BMW, depois do salto que fizeram de 2007 para o ano passado. Evoluíram menos desta vez. Estranhamente não sabe se corre com o Kers em Melbourne. Foi a BMW que não permitiu adiar seu uso para 2010. Das quatro melhores, me parece a de menos chances. Ponho duas fichas na BMW.

Ainda que o desempenho do modelo R29 da Renault sugira estar um pouco abaixo dos de Brawn, Ferrari, Toyota e BMW, Fernando Alonso é um piloto excepcional, capaz de fazer a diferença. Deixo uma porta aberta com uma ficha. Faço o mesmo com a McLaren. Apenas no último teste, em Jerez, a equipe introduziu modificações no MP4/24 que o tornaram mais estável aerodinamicamente, mas será difícil para o talentoso Lewis Hamilton lutar pelo primeiro lugar.

Se fosse possível, como no jogo de roleta, apostar minha última ficha entre dois concorrentes, a colocaria entre a McLaren e a Red Bull.

Daqui a menos de uma semana podemos conferir tudo.