Para Schumacher, Vettel será o número 1 da F-1 na Alemanha

liviooricchio

24 de outubro de 2012 | 20h03

24/X/12
Livio Oricchio, de São Paulo

Se Sebastian Vettel, da Red Bull, líder do campeonato, vencer o GP da Índia, 17.ª etapa do calendário, domingo, suas chances de conquistar o tricampeonato vão crescer bastante. O alemão vem de três vitórias seguidas, Cingapura, Japão e Coreia, lidera a competição com 215 pontos, seis a mais que Fernando Alonso, da Ferrari, e seu carro voltou a ser mais veloz que os demais, como em 2011.

E a fase de sucesso de Vettel levou o maior vencedor de todos os tempos, o também alemão Michael Schumacher, da Mercedes, a afirmar: “Acho que Sebastian será o campeão. E a longo prazo deverá ser o Senhor Fórmula 1 na Alemanha”. Os primeiros treinos livres do GP da Índia começam às 2h30 de sexta-feira, horário de Brasília.

Alonso joga suas fichas na nova versão do modelo F2012 que será usado no circuito de Buddh, localizado na Grande Nova Delhi. Os italianos estudaram no túnel de vento da ex-equipe de Fórmula 1, Toyota, as mudanças aerodinâmicas incorporadas no carro de Alonso e Felipe Massa na Índia. As imprecisões do túnel de vento da Ferrari são, segundo o projetista do F2102, Nikolas Tombazis, a razão de o time ter ficado para trás em relação a Red Bull e McLaren.

Se o monoposto da Ferrari corresponder ao que os estudos indicaram, Vettel pode enfrentar resistência para ganhar a quarta corrida seguida. Mas se não for o caso e como a McLaren sugere ter perdido desempenho para a Red Bull, Vettel poderá talvez definir o título até antes da prova de Interlagos, dia 25 de novembro, última etapa do Mundial.

As estatísticas da Fórmula 1 demonstram que Schumacher é o maior em quase todos os parâmetros de performance. Mas quando o tema é precocidade nas conquistas, Vettel lidera praticamente todos, como o mais jovem a vencer um GP, chegar no pódio, estabelecer uma pole e ganhar o campeonato.

Aos 25 anos, já é bicampeão e não está longe de ser tri. Quando Schumacher disse, segunda-feira, que Vettel pode vir a ser o esportista alemão mais associado à Fórmula 1, superando-o, é porque o piloto da Red Bull começou muito cedo a fazer parte dos números mais impressionantes da competição. Por exemplo: soma 25 vitórias, mesma marca de lendas como Jim Clark e Niki Lauda.

Apesar de a disputa pelo título se concentrar em Vettel e Alonso, matematicamente há outros candidatos, como o terceiro colocado na classificação, Kimi Raikkonen, da Lotus, com 167 pontos, Lewis Hamilton, da McLaren, 153, e até o companheiro de Vettel na Red Bull, o australiano Mark Webber, 152.

O diretor esportivo da McLaren, Sam Michael, lembrou o fato, seu time ainda tem chances no campeonato. “Vamos lutar até o fim”, disse. A McLaren terá novas peças no carro até a última etapa. “O desenvolvimento será repassado ao modelo de 2013.” O regulamento do ano que vem será, essencialmente, o mesmo desta temporada. Mudança radical apenas em 2014, com a substituição do motor aspirado pelo turbo e redução significativa na capacidade de gerar pressão aerodinâmica.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.