Teste em Jerez confirma o potencial do carro da Brawn

liviooricchio

15 de março de 2009 | 21h37

15/III/09

Depois de estabelecer quinta-feira o melhor tempo dos quatro dias de ensaios em Barcelona, Rubens Barrichello advertiu para a necessidade de esperar o ensaio de Jerez de la Frontera, também na Espanha, a fim de confirmar ou não o enorme potencial do modelo BGP 001, em razão das particularidades da pista de Barcelona.

Ontem (domingo)Rubinho completou nada menos de 102 voltas no traçado de 4.423 metros de Jerez, registrou nova boa marca – 1min19s235 (a melhor dentre os três pilotos que testaram) – e afirmou: “Nosso carro provou ser muito eficiente mesmo, balanceado também nas curvas de baixa, como a maioria daqui, além de tracionar bem.”

Rubinho faz hoje nova simulação de corrida e encerra sua pré-temporada.
Já o espanhol Fernando Alonso bateu ontem, pela manhã, e só deu 33 voltas com o Renault R29. “Cometi um erro”, admitiu. “Isso ocorre quando buscamos descobrir o limite do carro.” Seu tempo: 1min19s819. Hoje e amanhã Nelsinho Piquet pilota o R29.

A McLaren não treinou ontem em Jerez. Motivo: os novos componentes aerodinâmicos, desenvolvidos em ritmo de emergência para tentar melhorar o desempenho do modelo MP4/24, chegariam ao autódromo apenas ontem à noite.

Hoje o inglês Lewis Hamilton começará a testá-los. No ensaio de Barcelona, os jornalistas viram o MP4/24 bater com a traseira regularmente no asfalto. Isso ocorre quando a equipe abaixa o carro ao máximo para tentar obter maior eficiência aerodinâmica, o que mais falta ao MP4/24.