A incrível história de Emma Meesseman, MVP das finais da WNBA
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A incrível história de Emma Meesseman, MVP das finais da WNBA

Belga, que foi decisiva na conquista do Washington Mystics, nasceu com 50% da audição

Marcius Azevedo

12 de outubro de 2019 | 09h00

“Para mim não é especial. Isso não me impede de nada”

Emma Meesseman responde desta maneira quase sempre quando é questionada sobre o problema de nascença. A belga de 26 anos colocou o seu nome na história da WNBA com boas atuações pelo Washington Mystics na final contra o Connecticut Sun. Além do título inédito, ela conquistou o prêmio de MVP.


Emma Meesseman, eleita MVP das finais da WNBA. Foto: Alex Brandon/AP

A ala registrou médias de 17,8 pontos (57,1% nos arremessos), 4,6 rebotes e 1,8 assistências em 26,6 minutos. Foi fundamental na série melhor de cinco para ajudar Elena Delle Donne, principal jogadora da equipe e eleita MVP da temporada, que estava atuando com limitações físicas.

Apesar de nascer com apenas 50% de audição, o problema só foi descoberto aos cinco anos. Os pais ficaram preocupados com o fato de ela não falar como outras crianças de sua idade. Desde então, Emma ganhou um companheiro inseparável: o aparelho auditivo.

A condição, aliás, só foi descoberta pela direção do Washington Mystics poucos dias antes do draft de 2013. À época, o agente de Emma questionou o time se eles iriam cobrir os custos da troca dos aparelhos auditivos. A resposta foi selecioná-la na loteria das novatas na 19ª posição da segunda rodada.

Técnico da equipe, Mike Thibault, revelou que Emma só se preocupava em saber se o seu inglês era suficientemente bom. Não falaram sobre sua condição. A jogadora, aliás, fala fluentemente ainda holandês e francês.

Emma foi demonstrando o seu valor ao longo das temporadas e, após ficar fora da de 2018 por causa de compromissos pela seleção belga, atingiu um novo patamar da WNBA. Para orgulho da mãe, Sonja Tankrey, que também foi uma grande jogadora.

Tudo o que sabemos sobre:

WNBA

Tendências: