All-Star de 2015 foi o jogo do quase
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

All-Star de 2015 foi o jogo do quase

Westbrook quase superou Wilt Chamberlain, LeBron quase superou Kobe e Harden e Korver quase superam Carmelo

Marcius Azevedo

16 de fevereiro de 2015 | 10h52

A 64ª edição do All-Star Game se tornou histórica logo na disputa da bola ao alto, com os irmãos Gasol, Pau e Marc, mas o jogo, que terminou com vitória do Oeste sobre o Leste por 163 a 158, no Madison Square Garden, em Nova Iorque, será lembrando pelo jogo do quase.

Os jogadores bem que tentaram aproveitar o clima festivo da partida, em que não há (quase) nenhum empenho defensivo, mas não conseguiram quebrar recordes, embora tenham chegado muito perto.

Eleito o MVP (melhor jogador) da partida, o armador Russell Westbrook anotou 41 pontos e ficou a apenas um ponto da marca de Wilt Chamberlain. O lendário pivô registrou o recorde no All-Star de 1962. O jogador do Oklahoma City Thunder superou pelo menos Michael Jordan, que fez 40 em 1988.

Westbrook fez 41 pontos e quase superou Wilt Chamberlain (AP)

Westbrook fez 41 pontos e quase superou Wilt Chamberlain (AP)

LeBron James foi outro que superou Michael Jordan, mas não alcançou o recorde que desejava. O astro do Cleveland Cavaliers anotou 30 pontos, ultrapassou o maior de todos os tempos em pontuação no All-Star, mas ficou a três de Kobe Bryant, maior cestinha do evento, com 281 pontos.

James Harden, do Houston Rockets, e Kyle Korver, do Atlanta Hawks, quase superaram o recorde de Carmelo Anthony nas bolas de três pontos. A dupla acertou sete arremessos, ficando a apenas um da marca do astro do New York Knicks, que converteu oito bolas de três em 2014.

Apesar do quase prevalecer, Russell Westbrook quebrou pelo menos uma marca. O armador se tornou o maior pontuador em um primeiro tempo de All-Star, com 27 pontos. Anteriormente, o recorde era de 24, estabelecido por Glen Rice (1997) e Kyrie Irving (2014).

No final, claro, que ganhou foi o público presente ao Madison Square Garden, que acompanhou um grande show. E não faltaram celebridades fora de quadra, como Bill Clinton, Rihanna, Floyd Mayweather, Beyonce, Jay Z, Puff Daddy, Chris Tucker, Nicki Minaj, Queen Latifah, Ben Stiller e Spike Lee…

O ex-presidente Bill Clinton ao lado do ex-jogador Dikembe Mutombo (AP)

O ex-presidente Bill Clinton ao lado do ex-jogador Dikembe Mutombo (AP)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.