As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caso Iziane: todo apoio a Karla

Marcius Azevedo

25 de julho de 2012 | 08h24

O espaço hoje no blog está sendo aberto para o repórter Alessandro Lucchetti, enviado especial do Grupo Estado aos Jogos de Londres.

Leia o texto na íntegra:

Um dos assessores de imprensa do COB avisou, na terça-feira: “o assunto Iziane não existe, gente”.

Era um pedido para que ninguém perguntasse sobre a crise provocada pela maranhense para a rainha Hortência, a diretora de seleções femininas da CBB. Ok, não faço nenhuma pergunta, já que o meio do esporte está cada vez mais blindado, medroso, fresco, inseguro e indisposto a prestar esclarecimentos. Acham que não devem nada a ninguém, então vamos fingir que está tudo bem.

Quero sair pela tangente e comentar o seguinte: Iziane é uma boa jogadora, uma das três melhores do grupo convocado por Tarallo para a Olimpíada. Mas NÃO fará tanta falta.

Digo isso baseado no que vi no Mundial de 2006, quando acompanhei TODOS os jogos do Brasil. Janeth era importante naquele grupo, assim como Helen, Alessandra, Érika e Adrianinha. Iziane sempre foi IBC (Iziane Basketball Club). Individualista, irregular, capaz de grandes jogadas e de grandes mancadas. Eu nunca deixei de admirar os devotados marcadores de basquete.

Qualquer um que já tentou jogar esse esporte, e eu era um ridículo pivô de 1,74m durante o segundo grau, do time da minha escola, em Santo Amaro, sabe o quanto é difícil marcar. Voltar para recompor o garrafão em velocidade exige raça, preparo físico, dedicação, entrega. Iziane não tem todas essas qualidades. Por isso, sempre gostei de ver jogadores (as) como Alex, Leila e…Karla.

Quero aproveitar este post para criticar Iziane, como muita gente fez. Mas também para enaltecer Karla. Acho que o Brasil estará melhor com Tarallo dando mais minutos de quadra a ela.

NOTA DO BLOG: Gostaria de dizer que concordo em gênero, número e grau com o meu companheiro Alessandro Lucchetti.

Tudo o que sabemos sobre:

Iziane; Karla;

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.