Cenário favorável ao Flamengo na Liga das Américas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cenário favorável ao Flamengo na Liga das Américas

Marcius Azevedo

21 de março de 2014 | 08h12

O Final Four da Liga das Américas começa nesta sexta-feira no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O Flamengo, dono de uma campanha perfeita no torneio e líder do NBB, é o favorito ao título.

A equipe do técnico José Neto é muito forte, está jogando um basquete consistente e ainda terá ao seu lado o importante fator casa.

Há um outro detalhe que fortalece um pouco mais o Flamengo nesta disputa. O time rubro-negro conta neste momento com o apoio de Alberto García, secretário-geral da Fiba Américas.

A entidade sonha em realizar o Mundial Interclubes no Rio, em um ginásio lotado, algo que não ocorreu na edição passada. Pinheiros e Olympiacos, da Grécia, se enfrentaram em dois jogos com público decepcionante em Barueri.

Flamengo e Pinheiros brigam pelo título da Liga das Américas (ARTE/LNB)

Cabe ao Flamengo confirmar o favoritismo em quadra. O primeiro desafio é o Aguada, campeão uruguaio e recentemente vice da Liga Sul-Americana, conquistada pelo Brasília, às 21h15. Se avançar, o adversário sairá de Pinheiros e Halcones Xalapa, do México, que jogam mais cedo, às 19h.

O Pinheiros é o maior obstáculo para o Flamengo chegar ao título. O time paulista, que faz campanha razoável no NBB, está muito motivado para conquistar o bicampeonato da Liga das Américas e ter outra chance de ser campeão mundial, título que o técnico Claudio Mortari já tem no currículo. Ele era o treinador do Sírio em 1979.

Outro detalhe que anima o Pinheiros é o histórico recente no confronto contra o Flamengo. São quatro vitórias. O time paulista conta ainda com o entrosamento do elenco para chegar à final e derrubar o favoritismo do rubro-negro.

O Flamengo, de fato, tem um cenário bastante favorável, mas só isso não basta para conquistar o título da Liga das Américas. Vamos acompanhar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: