As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com duas chapas, Confederação Brasileira de Basketball terá eleição na segunda-feira

Interventor nomeado pela Justiça, Marcos Novoa vai conduzir o processo eleitoral

Marcius Azevedo

05 de março de 2021 | 18h33

O pleito para presidente da Confederação Brasileira de Basketball vai acontecer na próxima segunda-feira, dia de 8 de março. A convocação da Assembleia Geral Ordinária de Eleição foi enviada nesta sexta para os participantes, em documento assinado pelo secretário geral da entidade, Carlos Roberto Fontenelle.

Interventor nomeado pela Justiça, Marcos Novoa vai conduzir o processo eleitoral. Na quarta-feira, por decisão do desembargador Cesar Cury, da Décima Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, ficou estabelecido que o pleito só poderia ser realizado após esta nomeação.


Guy Peixoto e Magic Paula, da Chapa Transparência, e Enyo Correia, da Chapa Juntos pelo Basquete. Foto: CBB e Marcello Zambrana/FPB

O documento da CBB confirma que o pleito terá participação da Chapa Transparência, do atual presidente Guy Peixoto, e da Juntos pelo Basquete, encabeçada por Enyo Correia, atual presidente da Federação Paulista de Basquete.

Na eleição que estava marcada para o último dia 19 de fevereiro, apenas Guy teve sua chapa homologada pelo Conselho de Administração da CBB. A impugnação fez como que Enyo entrasse com uma ação na Justiça. O pleito foi suspenso.

A Assembleia Geral Ordinária de Eleição será realizada de forma eletrônica, pela plataforma ‘Cisco-Webex’, às 11h, por causa da pandemia do novo coronavírus. A possibilidade está prevista no Estatuto da CBB e na legislação vigente, representando medida essencial para preservação da saúde dos membros que integram o Colégio Eleitoral da entidade.

Além de eleger presidente e vice-presidente da CBB para um mandato de quatro anos, empossando ambos em seguida, o encontro servirá para apreciar e deliberar sobre as contas do exercício de 2020, acompanhadas do parecer do Conselho Fiscal.

O Colégio Eleitoral é formado pelas 27 federações filiadas à CBB, que têm peso dois na votação, além de 37 atletas, seis clubes da primeira divisão (três masculinos e três femininos), seis da segunda divisão (na mesma proporção) e dois técnicos. O valor total, considerando o peso, é de 105 pontos. O vencedor precisa somar 53.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.