Consolidado, NBB promete em sua sétima edição
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Consolidado, NBB promete em sua sétima edição

Com 16 equipes, rebaixamento, final em melhor de três e quatro transmissões por semana, torneio começa nesta sexta-feira

Marcius Azevedo

31 de outubro de 2014 | 07h12

A sétima edição do NBB começa nesta sexta-feira com o jogo entre Paulistano e Flamengo, no Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo, na reedição da decisão da última temporada, quando o rubro-negro faturou mais um título.

A disputa promete ser empolgado em uma liga consolidada.

A criação do NBB pela LNB lá atrás foi um avanço para o basquete nacional, um modelo de sucesso. A chegada da NBA, em uma parceira que é questão de tempo, vai fortalecer ainda mais o torneio.

Depois de percalços naturais e experiências, o NBB, enfim, está próximo do ideal. Não existem mais equipes entrando na liga por convite. O dinheiro, neste momento, ficou em segundo plano em relação ao aspecto esportivo.

Há uma regra definida para o rebaixamento, o que motiva uma disputa na segunda divisão para conseguir um lugar na elite do basquete. O último colocado desta edição vai ceder o posto para o campeão da Liga Ouro (Divisão de Acesso).

Equipes reunidas no lançamento oficial do NBB7

A outra novidade (e algo que realmente demorou um pouco para acontecer) é o formato da final. Agora o campeão será decidido em uma melhor de três jogos, com o time de melhor campanha sediando as duas últimas partidas. Antes, o título era resolvido em jogo único por causa da imposição da Rede Globo, que não queria abrir mais espaço na grade de programação da TV aberta.

A vinda da NBA é outro ponto importante neste aspecto. A liga vai desatar as amarras da Globo, o que será benéfico. No modelo atual de gestão, a emissora era responsável por negociar com patrocinadores. Não será mais.

Ainda no campo das novidades, quatro jogos serão exibidos por semana e não teremos mais partidas nos finais de semana. O Sportv, canal fechado da Globo, vai transmitir jogos às terças e sextas-feiras e o site da LNB às quartas e quintas.

Além de Paulistano e Flamengo, que disputam o jogo de abertura, Bauru, Brasília, Franca, Liga Sorocabana, Limeira, Macaé, Minas Tênis Clube, Mogi das Cruzes, Palmeiras, Pinheiros, São José, Uberlândia e Rio Claro Basquete são os times que participam da sétima edição.

A primeira fase da competição termina no dia 3 de abril do ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteLNBNBANBB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: