Defesa, LeBron, Ray Allen… Miami força o sétimo jogo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Defesa, LeBron, Ray Allen… Miami força o sétimo jogo

Marcius Azevedo

19 de junho de 2013 | 08h41

O Miami Heat entrou pressionado. A derrota significaria entregar o título ao San Antonio Spurs. Mas, apesar de ficar atrás no placar a maior parte do tempo no sexto jogo, o atual campeão conseguiu uma virada sensacional (103 a 100), empatou a série final e levou a decisão do título para o derradeiro confronto, quinta-feira, novamente na Flórida.

A recuperação começou no último período, quando o Miami Heat perdia por dez pontos de diferença (75 a 65). O pouco valorizado técnico Erik Spoelstra exigiu um desempenho mais intenso na defesa. “Se quisermos vencer, precisamos jogar o melhor quarto defensivo da história dos playoffs”, disse. Os jogadores responderam em quadra.

Com uma marcação agressiva, capaz de tirar Tim Duncan, que estava jogando demais, da partida, LeBron James deu o segundo passo para construção da virada. O MVP resolveu jogar.

Apesar de ainda cometer alguns erros de arremesso que poderiam comprometer o resultado final, o ala fez 18 pontos em 17 minutos (quarto período + prorrogação), enquanto Duncan não anotou um pontinho sequer no mesmo período.

LeBron, que terminou o jogo com 32 pontos, conquistou um triplo-duplo, com 11 assistências e 10 rebotes. O ala conseguiu ainda três recuperações de bola e um toco.

Confira os melhores momentos da vitória do Miami contra o San Antonio:

Mas, claro, que foi necessário um ator coadjuvante para ajudar LeBron. O “cara” foi Ray Allen. O ala, que foi contratado do Boston Celtics, justamente para contribuir com sua experiência, fez uma cesta milagrosa de três – após Chris Bosh pegar o rebote em erro de LeBron – para levar o jogo para a prorrogação. Os pontos só foram validados após os árbitros conferirem o vídeo.

Para completar o serviço, Ray Allen roubou uma bola de Manu Ginóbili nos segundos finais, sofreu falta e converteu os dois lances livres que selaram o resultado.

Aqui vale dois parênteses. O primeiro para contar que Ginóbili e Kawhi Leonard, ainda no quarto período, erraram um lance livre cada, o que permitiu ao Miami igualar o jogo. O segundo é para destacar os dois tocos que Chris Bosh deu nos momentos finais da prorrogação.

“Foi de longe o melhor jogo que já participei. Estávamos vendo o campeonato escapar, ultrapassar a linha amarela. É por isso que você joga até a campainha tocar. Foi o que fizemos nesta noite. Demos tudo o que tínhamos e mais”, afirmou LeBron.

Agora Miami Heat e San Antonio Spurs se enfrentam novamente na quinta-feira. Quem vencer fica com o título… Façam suas apostas!

Ray Allen converte arremesso de três nos segundos finais do último período (imagem da esquerda) e depois rouba bola decisiva de Ginóbili na prorrogação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.