É melhor Oscar Schmidt tomar cuidado! O show de Doncic começou em Tóquio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É melhor Oscar Schmidt tomar cuidado! O show de Doncic começou em Tóquio

Logo no primeiro jogo, esloveno anota 48 pontos e fica perto da marca do Mão Santa, que fez 55 em Seul-1988

Marcius Azevedo

26 de julho de 2021 | 14h16

Luka Doncic pediu para jogar o Pré-Olímpico de Kaunas, na Lituânia, após um fim de temporada frustrante com o Dallas Mavericks, na NBA. Ele queria colocar sua Eslovênia nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Conseguiu! E show começou cedo na Saitama Super Arena, local que recebe o basquete masculino na Olimpíada.

Na estreia, diante da Argentina, atual vice-campeã mundial, Doncic anotou 48 pontos no triunfo por 118 a 110. O armador chutou para 18 de 29 nos arremessos de quadra, um aproveitamento de 62,1%. Ele registrou ainda 42,9% (6/14) na bola de três pontos.


Doncic em ação na vitória diante da Argentina. Foto: Aris Messinis / AFP

Além disso, Doncic terminou o jogo com um duplo-duplo ao pegar 11 rebotes. Foram ainda cinco assistências em 31 minutos em quadra.

A pontuação, por pouco, não foi histórica. O esloveno ficou perto de igualar o brasileiro Oscar Schmidt. O Mão Santa anotou impressionantes 55 pontos na derrota do Brasil diante da Espanha, pelos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988. Uma coincidência: o placar (118 a 110) foi o mesmo.

Doncic igualou marca de Ed Palubinskas, que fez os mesmos 48 pontos pela Austrália contra o México, em Montreal, no Canadá, em 1976, e deixou para trás o peruano Ricardo Duarte, que anotou 44 pontos diante da Coreia do Sul, em 1964, na primeira edição dos Jogos em Tóquio.

É melhor Oscar Schmidt tomar cuidado. O show de Doncic em Tóquio apenas começou.

Tudo o que sabemos sobre:

Olimpíada 2020 Tóquiobasquete

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.