As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

ENTREVISTA: Betão não quer deixar o Palmeiras perder o foco

Marcius Azevedo

04 de fevereiro de 2014 | 16h39

O Palmeiras/Meltex ainda faz campanha negativa no NBB. São nove vitórias e 11 derrotas, ocupando o 9º lugar. Mas há motivo para comemorar. O trabalho do técnico Betão, que substituiu Ênio Vecchi depois das primeiras rodadas da competição, está ganhando corpo.

Ele transformou uma equipe pouco confiável em um time competitivo, que não se entrega facilmente em quadra. E basta um simples bate-papo com o treinador para perceber o motivo: não existe espaço para negociação no jeito de trabalhar de Betão.

O treinador palmeirense esteve nesta terça-feira aqui na redação do Estadão. Betão falou do trabalho de transição com o grupo, da ambição da equipe e, claro, sobre Caleb Brown.

O norte-americano não se encaixou na filosofia do comandante e foi dispensado. A aposta de Betão, o armador argentino Maximiliano Stanic, tem comprovado que o técnico tinha razão ao contratá-lo. Bastaram poucos jogos para ninguém sentir mais falta de Caleb.

Confira os vídeos da entrevista com Betão:

Conversando com Betão ficou claro para mim que o Palmeiras acertou ao colocá-lo para treinar o time principal. Não sei se o resultado vai ser imediato, ainda neste NBB, mas tenho convicção de que com tempo para montar sua equipe do seu jeito, ele tem tudo para alcançar o sucesso em poucos anos.

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteBetãoNBBPalmeiras

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.