As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jogadores da NBA se mobilizam para pagar salários de funcionários das arenas

Trabalhadores recebem por jogo e temporada foi suspensa por tempo indeterminado

Marcius Azevedo

13 de março de 2020 | 21h11

A suspensão da temporada da NBA por tempo indeterminado após o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz, testar positivo para o Covid-19, trouxe preocupação não apenas para os jogadores. Sem jogos, os funcionários que trabalham nos ginásios da liga americana ficam sem salário neste período. A situação gerou uma onda de solidariedade dos astros das franquias.

Giannis Antetokounmpo (Milwaukee Bucks), Zion Williamson (New Orleans Pelicans), Blake Griffin (Detroit Pistons) e Kevin Love (Cleveland Cavaliers) já se manifestaram no sentido de doar dinheiro para pagamento dos salários dos funcionários. Algumas equipes, como Dallas Mavericks, Houston Rockets e Portland Trail Blazers, também prometem pagar os vencimentos do mês, mesmo sem partidas.


Zion Williamson em ação pelo Pelicans. Foto: Chuck Cook/USA Today

Número 1 do draft, Zion Williamson escreveu um texto bastante emotivo nas redes sociais, em que promete pagar os salários de todos os trabalhadores do Smoothie King Center, o ginásio do Pelicans, nos próximos 30 dias. “Minha mãe sempre deu um exemplo para mim sobre ser respeitoso com os outros e ser grato pelo que temos. É uma maneira pequena de expressar meu apoio e apreço por essas pessoas maravilhosas que foram tão boas para mim e para meus colegas de equipe”, postou.

Kevin Love foi o primeiro jogador a se posicionar nesta crise por causa do avanço do coronavírus, que recebeu o status de pandemia do Organização Mundial da Saúde (OMS). Ele doou US$ 100 mil (R$ 485 mil) aos funcionários que trabalham na Rocket Mortgage Fieldhouse, o ginásio do Cleveland Cavaliers.

Eleito MVP da última temporada, o grego Giannis Antetokounmpo fez o mesmo pelos funcionários do Fiserv Forum, casa do Milwaukee Bucks, prometendo doar o mesmo valor que Kevin Love. Blake Griffin promete fazer o mesmo para quem vai ficar sem salário neste período por não trabalhar na Little Caesars Arena, ginásio do Detroit.

Outros jogadores devem se manifestar neste sentido nos próximos dias.

Tudo o que sabemos sobre:

NBAbasquete