Kevin Garnett deixa Michael Jordan fora da sua equipe de todos os tempos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kevin Garnett deixa Michael Jordan fora da sua equipe de todos os tempos

Campeão da NBA pelo Boston Celtics prefere Kobe Bryant para atuar na posição 2 e coloca si mesmo no time

Marcius Azevedo

23 de novembro de 2021 | 09h00

Michael Jordan não é mais uma unanimidade.

Apontado como o maior de todos os tempos, o seis vezes campeão da NBA pelo Chicago Bulls ficou fora de mais um quinteto ideal da história. Desta vez foi Kevin Garnett que decidiu excluí-lo do Top 5.

Campeão da NBA pelo Boston Celtics na temporada 2007-2008, o ex-jogador escolheu Kobe Bryant para ocupar o lugar de MJ na sua melhor equipe de todos os tempos.


Michael Jordan com Garnett no All-Star Game de 2002. Foto: Joe Giza / Reuters

“Eu tenho Kobe na (posição) dois, eu sei que você vai dizer MJ, gritar por MJ, ele é o Deus, e nós o copiamos, mas vou colocar Kobe na minha dois”, justificou.

O posicionamento de Garnett surgiu durante participação no podcast Million Dollaz Worth Of Game. Além de Kobe, o ex-jogador definiu o quinteto ideal com Magic Johnson, Kevin Durant, Wilt Chamberlain e, claro, ele mesmo. Apenas Durant continua em atividade.

Antes de Garnett, outro grande jogador da história da NBA havia deixado Jordan fora do melhor time de todos os tempos. Julius Erving, o Dr. J, escolheu Elgin Baylor, Wilt Chamberlain, Oscar Robertson, Bill Russell e Jerry West, todos jogadores que aturam na liga nos anos 1960 e 1970.

Com 21 temporadas no currículo, Garnett, que defendeu também Minnesota Timberwolves e Brooklyn Nets, fez 1.462 jogos na NBA, com médias de 17,8 pontos e dez rebotes, além de 3,7 assistências. Foram ainda 143 partidas pelos playoffs.

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteMichael JordanKevin GarnettNBA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.