Kidd terá missão espinhosa, agora como técnico
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kidd terá missão espinhosa, agora como técnico

Marcius Azevedo

13 de junho de 2013 | 13h51

Jason Kidd não conseguiu curtir sua aposentadoria. Dez dias depois de anunciar o fim de uma brilhante carreira, o ex-armador de 40 anos assumiu o comando do Brooklyn Nets, com um contrato por três temporadas.

Jogador inteligentíssimo, Kidd pode repetir fora de quadra o sucesso que teve dentro dela, quando distribuía passes precisos, roubava bolas sem fim e, claro, convertia suas cestas, principalmente da linha de três pontos. Mas não será tarefa fácil.

O ex-armador, que defendeu os Nets (quando o time ainda ficava em New Jersey) e foi duas vezes vice-campeão da NBA seguidas – 2002 e 2003 -, vai comandar uma equipe que reconhecidamente tem jogadores com problemas de temperamento.

Domar Deron Willians será o principal desafio de Kidd. O armador titular do Nets foi responsável pelas demissões do técnico Jerry Sloan no Utah Jazz e, mais tarde, de Avery Johnson, quando já estava no Brooklyn.

Não bastasse esta questão de relacionamento – existe uma diferença enorme em liderar um grupo e comandá-lo -, há ainda o lado tático. A pergunta que fica é como será o estilo de Kidd como treinador? Quais são suas concepções?

A única certeza é que ex-armador não vai embarcar nesta empreitada sozinho. Kidd vai se cercar de profissionais mais experientes do que ele – sempre considerado o trabalho fora da quadra – para não naufragar neste desafio.

Sempre fui muito fã de Kidd como jogador. Espero continuar sendo como treinador… É uma aposta arriscada. O que vocês acham? Será que vai dar certo?

Jason Kidd em ação pelo New Jersey Nets, com quem foi duas vezes vice-campeão da NBA

Tudo o que sabemos sobre:

Brooklyn NetsDeron WilliansJason Kidd

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.