As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kobe dá show em noite de homenagem a Shaq

Marcius Azevedo

03 de abril de 2013 | 08h59

A noite foi de festa no Staples Center. O pivô Shaquille O’Neal, que recebeu um abraço caloroso do ator Jack Nicholson, torcedor fervoroso da equipe, viu sua camisa de número 34 ser aposentada pelo Los Angeles Lakers. Depois, dentro de quadra, o show foi de Kobe Bryant.

Sem uma relação de amizade com Shaq, o ala, que foi tricampeão da NBA ao lado do pivô, conduziu o time com maestria na importante vitória (massacre na verdade!!!) sobre o Dallas Mavericks por 101 a 81. A partida era um confronto direto pela última vaga aos playoffs pela Conferência Oeste.

Kobe alcançou um triplo-duplo. O ala anotou 23 pontos (oito acertos de 18 tentativas nos arremessos de quadra e sete de oito nos lances livres), amealhou 11 rebotes e distribuiu 11 assistências. Além disso foram quatro recuperações de bola e dois tocos.

Destaque também para o trabalho de garrafão de Dwight Howard e Pau Gasol. Os dois cravaram um duplo-duplo. O norte-americano anotou 24 pontos e amealhou 12 rebotes, enquanto o espanhol fez 14 pontos e pegou 10 rebotes.

A festa para Shaq foi no intervalo da partida. O pivô teve sua camisa 34 aposentada ao lado de nomes como Jerry West (44), Wilt Chamberlain (13), Magic Johnson (32), Kareem Abdul-Jabbar (33), Elgin Baylor (22), Gail Goodrich (25), James Worthy (42) e Jamaal Wilkes (52).

Kobe, claro, não participou da homenagem, justificou que estava concentrado na partida, mas deixou gravada uma mensagem que foi exibida para o ex-companheiro.

“O tempo voa. Felicidades ao ser fisicamente mais feliz que jamais vi. Você fez algo histórico nesta cidade. Jogou em outras equipes, mas sempre se lembrarão de você por jogar em uma. Oficialmente está imortalizado. Você merece, aproveite!”, disse o ala.

Shaq, que estava acompanhado da família, agradeceu ao proprietário da franquia, Jerry Buss, que morreu recentemente, e elogiou Kobe. “Passei milhões de momentos bons com ele e milhares de ruins. O positivo supera o negativo. Se ganhar três anéis seguidos são maus tempos, não quero os bons. Kobe, você é meu companheiro e meu irmão. Estou orgulhoso de te considerar ambos”

Os Lakers agora somam 39 vitórias e 36 derrotas, deixaram o Dallas um pouco mais distante da briga (36 vitórias e 38 derrotas) e continuam colados no Utah Jazz (39 vitórias e 36 derrotas), oitavo colocado da Conferência Oeste.

Nesta quarta-feira, o Los Angeles não entra em quadra, mas ficará atento aos jogos da rodada. O Utah Jazz, seu concorrente pela vaga nos playoffs, tem parada difícil contra o Denver Nuggets, na EnergySolutions Arena, em Salt Lake City.

Confira os melhores momentos da vitória do Los Angeles sobre o Dallas:

Tendências: