Kobe e LeBron se divertem em quadra
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kobe e LeBron se divertem em quadra

Maiores astros em atividade na NBA deram show na partida entre Los Angeles Lakers e Cleveland Cavaliers

Marcius Azevedo

16 de janeiro de 2015 | 10h33

Quem foi ao Staples Center não se decepcionou.

Kobe Bryant e LeBron James deram um show na partida entre Los Angeles Lakers e Cleveland Cavaliers. Os dois maiores astros em atividade na NBA protagonizaram um duelo eletrizante e, em muitos momentos, divertido.

Eles aproveitaram ao máximo o jogo, aquele que foi o 20º entre eles desde que LeBron entrou na liga norte-americana, em 2003, e pode ser um dos últimos, já que Kobe deve se aposentar ao final da próxima temporada.

Por diversas vezes, Kobe e LeBron conversaram, brincaram e sorriram. A tensão, que notabilizou alguns encontros até então, passou longe da Califórnia desta vez.

“Há alguns anos estávamos competindo por campeonatos. Eu era muito mais temperamental. Agora é um pouco diferente”, comentou Kobe, que viu os Lakers perderam o 28º jogo nesta temporada – foram apenas 12 vitórias. “Agora tenho chance de apreciar esta concorrência e desfrutar desta interação”, acrescentou.

Kobe e LeBron, duelo entre bons amigos (AP)

Kobe e LeBron, duelo entre bons amigos (AP)


LeBron concorda. “É sempre divertido, um prazer enfrentá-lo”, disse o astro dos Cavs, que não poupou elogios ao adversário.

“Aconteça o que acontecer daqui pra frente, ele vai ficar como um dos maiores jogadores de basquete da história. Você pode classificá-lo na posição quiser em uma lista, mas ele é um dos maiores”, discursou.

Em quadra, em meio aos diálogos e sorrisos, Kobe e LeBron exibiram um basquete de nível altíssimo.

O astro dos Lakers, por exemplo, registrou o seu recorde de assistências na carreira. Foram impressionantes 17 passes para cestas convertidas pelos companheiros. Kobe anotou ainda 19 pontos e amealhou seis rebotes. O ala dos Cavs foi o cestinha da partida. LeBron terminou o jogo com 36 pontos, além de conseguir cinco assistências e cinco rebotes.

A NBA, com certeza, sentirá falta desta rivalidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.