Lakers iniciam fase de transição com D’Angelo Russell
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lakers iniciam fase de transição com D’Angelo Russell

Chegada de armador de Ohio State indica que Los Angeles vai contratar pivô e já prepara sucessão de Kobe Bryant

Marcius Azevedo

26 de junho de 2015 | 08h02

O draft da NBA reservou uma surpresa (nem tão surpresa assim) na segunda posição. O Los Angeles Lakers desistiu do pivô Jahlil Okafor, o mais cotado para ser escolhido depois de Karl-Anthony Towns, e selecionou o armador D’Angelo Russell, de Ohio State.

A escolha tem duas motivações: ter um parceiro (e um substituto no futuro) para Kobe Bryant em sua última temporada e investir em um homem de garrafão pronto, sem necessidade de uma adaptação ao basquete profissional.

Kobe, certamente, ficou satisfeito com o que fez Mitch Kupchak, gerente geral dos Lakers. Russell é considerado bastante promissor. Canhoto, com agressividade no ataque, mas com boa visão de jogo, o armador foi comparado com James Harden.

D'Angelo Russell ao lado do comissário da NBA, Adam Silver (AP)

D’Angelo Russell ao lado do comissário da NBA, Adam Silver (AP)

O discurso é outro fator que deve ter deixado o astro do Los Angeles bastante satisfeito. “É uma franquia que não está acostumada a perder. Sou um jogador vencedor que vai jogar com vencedores”, afirmou.

“Ouvi rumores, todo mundo dizendo que poderia acontecer, mas ainda estou em choque. Os sonhos se tornam realidade. Eu estou aqui e pronto para ter um impacto imediato”, avisou Russell, que comentou sobre atuar ao lado de Kobe.

“Estou ansioso para me alimentar do conhecimento dele e usar isso como fogo contra os meus adversários.”

Além evidentemente de contratar um jogador que pode, de fato, contribuir de maneira bastante positiva logo em sua primeira temporada, os Lakers indicam que não vão sossegar antes de contratar um pivô de impacto.

Três nomes estão na mesa de Mitch Kupchak. O primeiro é DeMarcus Cousins, do Sacramento Kings. O pivô está sob contrato e, para trazê-lo, o Los Angeles terá de fechar uma negociação, que envolveria o Orlando Magic. Os Kings, por enquanto, relutam em abrir mão de seu melhor jogador.

As outras opções estão livres para ouvirem propostas. Cansado de não ir muito longe nos playoffs, LaMarcus Aldridge vai deixar o Portland Trail Blazers. Já Kevin Love avisou que pretende testar o mercado antes de, quem sabe, assinar com o Cleveland Cavaliers, franquia que defendeu na última temporada, ficando fora da reta final por causa de uma lesão.

A postura no draft indicou o caminho que os Lakers pretendem seguir. Se vai dar certo é uma outra história.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.