As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Leandrinho e o peso da camisa de uma lenda

Marcius Azevedo

23 de outubro de 2012 | 20h20

Leandrinho Barbosa escolheu o número 12 para defender o Boston Celtics na temporada. E com ela o brasileiro terá o peso de uma lenda do basquete.

Aos 35 anos, Dominique Wilkins, que brilhou com o 21 pelo Atlanta Hawks, usou esta camisa em sua passagem pela franquia mais vitoriosa da história na temporada 1994-1995.

Apesar de veterano, o ala registrou bons números, com média de 17,8 pontos em 77 partidas (atuou 31,5 minutos em média). Wilkins conseguiu ainda 5,2 rebotes e 2,2 assistências.

Nos playoffs, o Boston, que se classificou como oitavo na Conferência Leste, não foi além da primeira série. Os Celtics foram eliminados pelo Orlando Magic, que acabou vice-campeão da NBA, por 3 a 1. Wilkins registrou média de 19 pontos.

Na história recente, o número 12 não deixou muita saudade nos torcedores dos Celtics. JaJuan Johnson, hoje no Houston Rockets, foi quem o ostentou na última temporada, com média de 3,2 pontos em 36 jogos.

Antes dele, Von Wafer, atualmente no Xinjiang Flying Tigers, da China, usou o 12 e foi embora sem registrar boas atuações.

Vale lembrar que Leandrinho não poderia escolher o 10, que defendeu com sucesso pelo Phoenix Suns. O número, que foi utilizado por Jo Jo White por 10 anos (1969-1979) está aposentando em Boston.

Apesar de o 20 e o 28, números que usou no Toronto Raptors e Indiana Pacers, respectivamente, estarem disponíveis, Leandrinho preferiu o 12. Agora é esperar para ver se ele vai honrar a camisa que já foi de Dominique Wilkins, um dos maiores jogadores da história da NBA.

Confira vídeo do time do Boston da temporada 1994-1995, com Dominique Wilkins:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.