As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Leandrinho na NBA: uma questão de negócio

Marcius Azevedo

11 de setembro de 2012 | 12h00

As portas da NBA não estão fechadas para Leandrinho. As equipes reconhecem o talento do brasileiro que já foi eleito o melhor reserva da liga na temporada 2006-2007 pelo Phoenix Suns, mas enxergam sua contratação como uma questão pura e simples de negócio.

O ala-armador, que defendeu o Indiana Pacers na última temporada, não tem mais basquete para ser titular, mas ainda pode contribuir com minutos em quadra para dar descanso aos titulares. O problema é que há uma diferença entre o que Leandrinho gostaria de receber por temporada e o que os times pretendem pagar para tê-lo no elenco.

As equipes interessadas, neste caso, estão jogando com o possível desespero do brasileiro. Com o início da temporada se aproximando, Leandrinho perde poder de barganha. No fim, para continuar na NBA, aceitaria um contrato menor.

Além do aspecto financeiro, eu vejo uma outra questão importante. O que Leandrinho deseja para sua carreira aos 29 anos (completa 30 no dia 28 de novembro)?

Ele pode aceitar o tal salário menor para se colocar na vitrine, arriscar e assinar com outra equipe na próxima temporada, ganhando mais, claro. Ou bater o pé e acabar sem opções na NBA, buscando uma equipe no basquete europeu ou até voltar ao Brasil.

Se escolher permanecer na NBA, surge outra questão. Leandrinho pode pleitear uma vaga em um time com chances de ser campeão (o que não é nada fácil) ou apostar em uma equipe inferior em qualidade, mas que poderia lhe dar mais tempo em quadra para mostrar o seu jogo.

É uma decisão difícil. E apenas Leandrinho, mesmo ouvindo o conselho de pessoas próximas, poderá escolher qual caminho seguir. Eu aposto que ele vai continuar na NBA. Talento não falta ao brasileiro.

Confira cesta incrível que Leandrinho fez contra o campeão Miami Heat:

Tudo o que sabemos sobre:

Indiana PacersLeandrinho; nbaPhoenix Suns

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: