LeBron James, genial dentro e fora de quadra
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

LeBron James, genial dentro e fora de quadra

Astro do Los Angeles Lakers soube entender o papel que precisava exercer pelo status que conquistou como esportista

Marcius Azevedo

12 de outubro de 2020 | 17h11

A genialidade de LeBron James vai muito além do desempenho (quase sempre espetacular) em quadra. Ele é um astro ainda maior fora dela. O pedido de resistência na luta por justiça social nas primeiras palavras após conquistar o título pelo Los Angeles Lakers foi uma situação natural para alguém que não resume suas ações aos discursos.

O jogador tem desde 2004 sua fundação, a LeBron James Family Foundation, que tem como missão ajudar crianças e jovens por meio da educação e de iniciativas educacionais extracurriculares.


LeBron James é um astro dentro e fora de quadra. Foto: Mark J. Terril/AP

Em 2018, LeBron abriu uma escola primária em Akron, no estado de Ohio, para crianças e jovens em situação de risco. “I Promise School” (Eu Prometo Escola) foi concretizada com ajuda de órgãos públicos de sua cidade natal e da iniciativa privada. São quase 1.500 alunos.

Além disso, em fevereiro desde ano, o astro ofereceu bolsa de estudo para 193 alunos elegíveis da “I Promise School” para quatro anos de faculdade, além do custeio de um ano de alojamento e alimentação. Um investimento de US$ 8 milhões (R$ 44 milhões). A promessa de LeBron é estender isso para até 2.300 jovens nos próximos anos, em um valor total de US$ 41 milhões (R$ 226 milhões).

No período em que ficou na ‘bolha’, LeBron, além claro de conquistar mais um título, não perdeu nenhuma oportunidade de pedir justiça. A cada novo caso lá estava o astro dos Lakers para se posicionar. Quando não conseguia dar entrevista, ele usava suas redes sociais, onde tem mais de 73 milhões de seguidos no Instagram e outros quase 48 milhões no Twitter, para se manifestar. Foi assim no assassinato de Breonna Taylor, em setembro, por exemplo.

O astro liderou ainda uma campanha capaz de reunir 10 mil voluntários para trabalhar nas eleições americanas no dia 3 de novembro. O jogador defende que todos devem votar para transformar os Estados Unidos em uma nação mais justa. LeBron, por diversas vezes, fez postagem fortes contra o presidente Donald Trump.

Até no momento de protestar durante os jogos na ‘bolha’, LeBron comprovou sua genialidade. Enquanto quase todos os jogadores adotaram frases nas camisas de uma lista oferecida pela NBA, o astro afirmou que ‘não era preciso ter algo nas costas da camisa para as pessoas entenderem a minha missão ou saberem sobre o que eu sou e o que eu estou fazendo aqui’. É exatamente disso que se trata.

LeBron, obviamente, será lembrado pelos feitos em quadra, que o colocam entre os maiores do basquete, mas também pelo que fez fora dela. Ele coloca o seu nome ao lado de outros gênios do esporte, entre eles o boxeador Muhammad Ali, que souberam entender o papel que precisaram exercer pelo status que conquistaram como ídolos de uma geração.

Tudo o que sabemos sobre:

Lebron JamesbasqueteNBA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.