Melhor do 3×3, Socas volta para o basquete tradicional, mas continua na seleção
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Melhor do 3×3, Socas volta para o basquete tradicional, mas continua na seleção

Técnico do Brasil, Douglas Lorite, não vê problema na decisão do jogador de ir para o Blackstar de Joinville

Marcius Azevedo

29 de novembro de 2019 | 09h00

Eleito o melhor jogador de basquete 3×3 de 2019 no Prêmio Brasil Olímpico, Jefferson Socas optou por voltar ao 5×5. Após se destacar pelo São Paulo DC e defender o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima e na Copa do Mundo, o atleta acertou com o Blackstar Basquete, de Joinville, que vai disputar o Campeonato Brasileiro da CBB.

A atitude de Socas comprova que o esporte que estreia no programa olímpico nos Jogos de Tóquio, em 2020, continua distante do ideal. O jogador atuava pelo time mais organizado da modalidade, mas, mesmo assim, abriu mão do 3×3.


Jefferson Socas em ação pelo São Paulo DC. Foto: Fiba

Apesar da decisão, o atleta não está fora da seleção brasileira para o pré-olímpico na Índia, em março do ano que vem, três vagas estarão em disputa no torneio que contará com 20 países. O Brasil está no Grupo A com Mongólia, Polônia, Turquia e Espanha.

Técnico da seleção de 3×3, Douglas Lorite não vê problema nenhum em Socas não atuar mais na modalidade.

“Não muda nada. Infelizmente a temporada de 3×3 acaba e os atletas ficam sem salários. Não vejo problema. Aliás ainda recomendo aos atletas que joguem o 5×5 também. Isso garante que eles se mantenham treinando o ano todo”, disse, ao blog.

“Até que tenhamos uma estrutura pra manter o atleta o ano todo é o que temos.
Basquete 3×3 ou 5×5 ainda é basquete, mesmos fundamentos, mas muito melhor que ficar sem treinar e sem salário”, completou.

View this post on Instagram

#Repost @blackstarbasquete (@get_repost) ・・・ BEM-VINDO 🙌 O Blackstar continua a montagem do elenco para a próxima temporada. O mais novo reforço da equipe é o armador Jefferson Socas, de 28 anos. Joinvilense, Socas deu os seus primeiros passos do basquete aqui na cidade. O garoto mostrou talento e deu início a sua bela carreira na modalidade defendendo a equipe do Basquete Joinville. Além disso, ele teve passagens por Franca, Liga Sorocabana e Basquete Cearense, fazendo dele um conhecedor nato da NBB. . O armador ainda teve uma passagem pela Europa, mais precisamente na Espanha. Lá, ele defendeu a equipe do Majadahonda Spartans e também o todo poderoso Real Madrid. Só que na última temporada, Jefferson Socas tomou um rumo diferente na sua carreira e passou a se dedicar ao Basquete 3×3. Ele se tornou um dos atletas referências na modalidade, conseguindo chegar até a Seleção Brasileira. Além de defender o Blackstar na próxima temporada, Socas irá representar o Brasil no torneio pré-olímpico, no mês de março, na Índia. . O aceite para vir defender as cores do time se resumem à três pontos: cidade, Alberto Bial e o projeto. “Acho que por eu ser joinvilense, ser um projeto daqui e que eu já venho acompanhado a anos, sabendo que é um trabalho sério, é um dos principais pontos. Aí teve a chegada do Bial, com quem trabalhei aos 15 anos e que deu minhas primeiras oportunidades como profissional, me fazendo crescer não só como jogador, mas também como pessoa. Foram fatores que fizeram eu acreditar e ficar aqui”, revela. FICHA TÉCNICA 📋 Nome: Jefferson Froehlich Socas Apelido: Socas Posição: Armador Idade: 28 anos Data de Nascimento: 12 de janeiro de 1991 Naturalidade: Joinville Altura: 1,95

A post shared by Jefferson Froehlich Socas (@jefferson.socas) on

Gustavo Bracco, supervisor do São Paulo DC, afirma que o caso de Socas é diferente. Segundo ele, os jogadores do time foram liberados para um mês de férias em novembro e que voltam para o início da pré-temporada em dezembro. “Aí em janeiro voltamos 100%”, explicou.

A temporada de basquete 3×3 da Fiba deve começar entre março e abril. O São Paulo DC está classificado para o primeiro World Tour, que será em Doha.

“Tivemos uma nítida evolução na qualidade técnica da equipe com a vinda do Jefferson Socas para a temporada 2019; líder nato, com excelente aplicação tática e técnica. Estamos felizes de ter contado com ele em todos os sentidos e entendemos que voltar a disputar o Campeonato Brasileiro, jogando perto de seus familiares, fez a diferença em sua decisão”, afirmou Bracco.

Tudo o que sabemos sobre:

Basquete 3x3basquete

Tendências: