Oscar no Hall da Fama pelas mãos de Larry Bird
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Oscar no Hall da Fama pelas mãos de Larry Bird

Marcius Azevedo

06 de setembro de 2013 | 08h38

Oscar Schmidt queria David Robinson como padrinho para sua introdução no Hall da Fama, em cerimônia que acontece neste domingo, no Naismith Memorial, em Springfield, nos Estados Unidos. Mas não teve se pedido atendido.

O “Mão Santa” terá sua entrada para o seleto grupo de lendas do basquete apresentada por outro jogador de tiro certeiro de longa distância. Nada mais, nada menos do que Larry Bird, lendário jogador do Boston Celtics.

O ala de 2,06m, que enfrentou Oscar nos Jogos Olímpicos de 1992, quando fez parte do verdadeiro “Dream Team”, tem no currículo três títulos da NBA (1981, 1984 e 1986), três prêmios de MVP da temporada (1984, 1985 e 1986), dois MVP em finais (1984 e 1986), três títulos do Campeonato de Três pontos do All-Star Game (1986, 1987 e 1988), além de ter sido campeão olímpico em Barcelona ao lado de Michael Jordan e Magic Johnson.

O pedido de Oscar por David Robinson havia sido feito por causa da ligação do lendário pivô do San Antonio Spurs com o momento mais importante na carreira do ex-jogador: a conquista da medalha de ouro no Pan de Indianápolis, em 1987.

À época, o Brasil virou uma partida de maneira espetacular contra os Estados Unidos. Oscar anotou 46 pontos na vitória por 120 a 115. Os anfitriões eram representados por uma equipe formada por atletas universitários, entre eles David Robinson.

“É o momento mais especial da vida de qualquer atleta”, disse Oscar, em entrevista que vai ao ar neste sábado no Programação Estadão Esportes na Rádio Estadão. “Não esperava que isso fosse acontecer tão cedo”, completou.

Oscar será o terceiro brasileiro a entrar no Hall da Fama. Hortência recebeu a mesma honraria na turma de 2005, enquanto Ubiratan entrou em 2010.

A turma de 2013, além do “Mão Santa”, tem Gary Payton, Roger Brown, Sylvia Hatchell, Russ Granik, Richie Guerin, E.B. Henderson, Guy Lewis, Rick Pitino, Dawn Staley e Jerry Tarkanian.

Oscar é observado por Larry Bird na Olimpíada de Barcelona em 1992 (Fabio Salles/Estadão )

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.